Norma Dumont elogia Felicia Spencer e promete 'guerra' no octógono do UFC Las Vegas 27 | SUPER LUTAS

Norma Dumont elogia Felicia Spencer e promete ‘guerra’ no octógono do UFC Las Vegas 27

Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, a brasileira também falou sobre o corte de peso e analisou estilo da norte-americana

N. Dumont enfrenta F. Spencer no UFC Las Vegas 27. Foto: Reprodução/Instagram

Norma Dumont está próxima de encarar um dos principais desafios de sua carreira no UFC Las Vegas 27 deste sábado (22). A brasileira enfrenta a ex-desafiante ao cinturão dos penas (até 65,7kg.) Felicia Spencer. Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, ela garante que está pronta para o confronto e diz que a estratégia é ‘machucar aos poucos’ sua adversária.

Veja Também

“A Felicia Spencer é uma atleta inteligente e muito raçuda. São as duas características mais fortes dela. É uma atleta que joga no alto, no chão e consegue colocar o rumo dela em algumas as situações. Ela traz perigo em muitas áreas. Porém, é uma luta interessante para mim, pois o jogo não ‘casa’ tão bem. Me derrubar não é fácil e ela vai encontrar dificuldades para fazer qualquer coisa no chão, assim como defender meus ataques. E, na trocação, eu sou mais experiente. A ideia é segurar a luta no alto e ir machucando aos poucos”, revelou Dumont.

Em entrevista ao site norte-americano ‘BJPenn.com’, Spencer garantiu que vai finalizar ou nocautear a brasileira ainda no primeiro round. Norma, no entanto, acredita que a fala se trata de marketing, mas acha que pode tirar proveito da situação.

“Para mim, é uma parte de marketing dela. Se realmente ela pensa isso, é muito bom. Porque a pessoa vem te desmerecendo um pouco. Foi o que aconteceu com a Ashlee Evans-Smith, que declarou depois da luta que me desmereceu e não esperava uma luta tão dura. Eu espero um combate duro. Se chegar lá dentro e for mais fácil, perfeito”, disse a mineira.

TRANQUILIDADE PARA O DUELO

Após estrear no Ultimate sofrendo um nocaute diante de Megan Anderson, em fevereiro de 2020, Norma Dumont sentiu o ‘sabor amargo’ do primeiro revés na carreira. A mineira, no entanto, conseguiu aliviar sua situação ao derrotar Ashlee Evans-Smith na decisão unânime dos juízes. Portanto, ela afirma que se sente mais leve psicologicamente para o combate diante de Felicia Spencer.

“Quando você tem a primeira vitória na organização, realmente você se sente mais em casa. Hoje, eu me sinto tranquila para lutar e, por esse motivo, aceitei uma luta tão dura contra a Felicia (Spencer). Achei muito interessante. Vai ser uma luta divertida para o público e me sinto bem para arriscar e ter desafios”, pontuou.

CORTE DE PESO

Para o combate, que Norma Dumont assumiu em cima da hora, ela teve que subir aos penas. Anteriormente, no entanto, ela falhou em cortes de peso e acabou estourando a balança duas vezes para a categoria dos moscas. Agora, ela relata que está fazendo um trabalho junto ao Instituto de Performance do Ultimate e diz que não seguirá na categoria de sua luta no sábado (22).

“Estourei na categoria dos penas. Fiz todo o trabalho, preparação e dieta e nunca foi um problema, pois eu segui tudo certinho. Porém, eu realmente estava com um nível de massa magra elevado para a divisão. O Instituto de Performance fez o acompanhamento e, nos testes, eles falaram que dava para descer. Eu estava com 119% de massa magra a mais da divisão. Vou ter que catabolizar, mas é um trabalho mais longo. É um problema de ser uma atleta mais forte na divisão de baixo. O Instituto de Performance me pediu de 4 a 5 meses para deixar meu corpo apto para lutar na categoria”, relatou.

PROMESSA DE GUERRA

Norma Dumont ainda fez questão de mandar uma mensagem ao torcedor brasileiro. Segundo a mineira, os fãs podem esperar uma ‘guerra’ dentro do octógono e promete levar um problema à norte-americana.

“Uma guerra. Estou indo para levar a bandeira do Brasil. Já falei várias vezes, inclusive para a própria Felicia. As duas derrotas que ela teve foram para atletas brasileiras. E todas as mulheres sabem que, quando entra uma brasileira no octógono, é sempre um problema. E eu vou levar um problema para a Felicia Spencer e, se ela não tiver pronta para resolver, ela vai sair com a derrota”, finalizou.

HISTÓRICO DAS ATLETAS

Aos 30 anos, Norma Dumont conta com um cartel de cinco resultados positivos e um negativo em sua carreira. Por outro lado, Felicia Spencer tem um retrospecto de 8 triunfos e dois reveses, além de vir de derrota para Amanda Nunes, na decisão unânime dos juízes.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments