Sakai aposta em nocaute, mas garante 'jiu-jitsu em dia' diante de Rozenstruik no UFC Vegas 28 | SUPER LUTAS

Sakai aposta em nocaute, mas garante ‘jiu-jitsu em dia’ diante de Rozenstruik no UFC Vegas 28

Aposta brasileira nos pesados, atleta bate-papo exclusivo com o SUPERLUTAS e comemora chance de saltar na divisão diante de surinamês neste sábado

A. Sakai é o único brasileiro no top 15 dos pesados do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Aposta brasileira nos pesados (até 120,2kg.) do Ultimate, Augusto Sakai terá a chance de dar um grande salto em uma das divisões mais perigosas do MMA. Adversário de Jairzinho Rozenstruik na luta principal do UFC Las Vegas 28, neste sábado (5), o brasileiro falou com exclusividade ao SUPER LUTAS sobre a expectativa do confronto. O atleta avaliou a derrota sofrida para Alistair Overeem, analisou o compromisso do fim de semana e propôs um adversário para a sequência.

Veja Também

Chegando à sua sexta peleja com as luvas do Ultimate, Sakai vai para o segundo compromisso consecutivo escalado para uma luta principal. Aposta da organização, o atleta pode chegar aos holofotes para uma futura disputa de cinturão em caso de um grande resultado contra o surinamês.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Derrota? É passado

Em sua última apresentação, Augusto teve a oportunidade de se testar contra um dos grandes responsáveis pela difusão do MMA no mundo. Contra Overeem, em setembro de 2020, o brasileiro mostrou raça, mas acabou derrotado por nocaute. O atleta, então, falou sobre o que levou de positivo no embate contra a lenda holandesa.

“Em um resumo geral, com certeza, ficou a experiência. Tudo o que a gente viveu durante aquela semana, aquela luta, com certeza acrescentou muito na minha bagagem como lutador, atleta. A experiência foi um fator positivo após aquela luta”, afirmou o combatente.

Prestígio com o UFC

Embora não exista vida fácil para um atleta de MMA, Sakai comemora o prestígio recebido pela diretoria do Ultimate. Fazendo sua segunda luta principal seguida, o brasileiro não escondeu a satisfação por ser considerado uma aposta da empresa para o futuro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Particularmente, estou muito feliz com as oportunidades que o UFC tem me dado. Duas lutas principais consecutivas, dois caras de nome. Isso representa que eles estão apostando em mim. É só felicidade (risos) e vou aproveitar a oportunidade”, admitiu o atleta.

Brasileiro em meio aos leões

Inserido em uma categoria que já contou com grandes nomes brasileiros como Júnior Cigano, Fabrício Werdum e Rodrigo Minotauro, hoje, Sakai se encontra isolado como representante tupiniquim no top 15 do grupo. Perguntado sobre uma possível pressão por ‘carregar um país’ na elite da divisão, o brasileiro descartou o sentimento e se disse grato pelo posto assumido.

“Pressão nenhuma. Eu acho isso supernatural. Estou feliz por representar o Brasil, nossa nação. Espero que todo o povo brasileiro torça por mim, me acompanhe, porque sou o único representante dentro do ranking. Espero que, em breve, cheguem outros, mas, por enquanto, sou o único. É uma oportunidade única e, pressão, de forma alguma”, declarou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Luta contra Rozenstruik

A luta principal deste sábado tem os ingredientes que grande parte dos fãs de MMA adoram. No centro do octógono, dois combatentes que gostam da luta franca. Especialista na trocação, Augusto, no entanto, garante que tem uma carta na manga, que pode ser usada diante de um dos adversários com maior poder de nocaute dentro da empresa.

“Uma vitória sobre Jairzinho me lança para o topo da categoria. Eu sou um striker (luta em pé), mas, fora isso, sou um atleta de MMA. Então, estamos com o jogo de queda em dia, com o jiu-jitsu em dia e, se eu precisar, em algum momento da luta, vou usar isso, não vou hesitar em usar minhas técnicas. Vamos ver o que a luta vai me trazer, qual será a oportunidade, mas estou confiante em um nocaute”, explicou.

Próximo da lista

Caso supere Rozenstruik no UFC Las Vegas 28, Sakai já tem um nome contra quem gostaria de lutar na sequência. Para encostar ainda mais no grupo da linha de frente por uma disputa de título, o brasileiro não titubeou ao pedir um nome.

“O Derrick Lewis seria uma boa luta. É um cara que está lá em cima e vende bem. Seria uma boa”, admitiu o paranaense.

Desfecho dos sonhos contra Jairzinho

Para se aproximar do sonho de uma disputa de cinturão, um desfecho imponente seria de grande ajuda para Sakai. Assim, o brasileiro revelou como seria o ‘final dos sonhos’ na luta principal deste sábado.

“Um nocaute bruto no primeiro minuto de luta. Esse é o desfecho ideal e estou preparado para isso”, encerrou.

Histórico dos atletas

Aos 30 anos, Sakai se encaminha para sua 19ª apresentação no MMA. Profissional no esporte desde 2011, o atleta, hoje, soma 15 vitórias, duas derrotas e um empate. Pelo UFC, o paraense tem quatro triunfos e um revés.

Grande nome do MMA no Suriname, Rozenstruik busca se recuperar de uma atuação apagada diante de Ciryl Gane. O ‘gigante’, de 33, atualmente tem 11 resultados positivos e dois negativos em sua trajetória no esporte.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments