Joilton Peregrino faz luta dura, mas é derrotado por Clay Collard na decisão dividida dos juízes na PFL 4 | SUPER LUTAS

Joilton Peregrino faz luta dura, mas é derrotado por Clay Collard na decisão dividida dos juízes na PFL 4

Brasileiro naturalizado alemão faz luta dura, mas perde no detalhe e não avança para a próxima fase no torneio dos leves

J. Peregrino é derrotado por C. Collard. Foto: Reprodução/Instagram

Último brasileiro a entrar em ação na PFL 4, evento realizado nesta quarta-feira (10), Joilton Peregrino mediu forças contra o norte-americano Clay Collard no card principal, mas foi derrotado na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28). O combate foi válido pelo torneio dos leves (até 70,3kg.) da organização.

Com a derrota, Joilton Peregrino – que representa a Alemanha – sai do torneio sem pontuar. O lutador já havia perdido para Raush Manfio e encontrou sua segunda derrota seguida. Agora, ele conta com um cartel de 34 triunfos, nove reveses e uma luta sem resultado.

Por outro lado, Clay Collard passa com ‘maestria’ pela primeira fase. Anteriormente, ele havia nocauteado Anthony Pettis, que era apontado como o grande favorito ao prêmio e, agora, emplacou sua terceira vitória seguida. Em seu cartel, são 20 resultados positivos, oito negativos e um ‘no contest’.

A LUTA

Como era de se esperar, o combate entre os lutadores começou movimentado. Clay Collard foi o primeiro a tentar um cruzado, mas viu Joilton Peregrino responder e derrubá-lo para o jogo de chão. Em vantagem, o brasileiro naturalizado alemão aproveitou a oportunidade para aplicar um triângulo de mão. O norte-americano, de forma incrível, conseguiu se desvencilhar após quase ‘apagar’ no decágono. Ao se levantar, ele ainda se levantou e chutou as costelas de seu oponente. Em vantagem, Peregrino seguiu com sua estratégia no clinch até o final do round.

Se o início foi eletrizante, o segundo assalto teve o mesmo ‘tempero’. Com base no boxe, Collard atingiu Peregrino com chutes frontais e voltou a explorar a linha de cintura. Ele ainda cruzou bons golpes junto à grade, enquanto o brasileiro já recuava e sentia cada golpe que o atingia. Acuado, no entanto, Joilton aplicou linda queda do judô e tentou ir às costas, mas não progrediu na posição.

Na terceira e última etapa, Clay Collard seguia investindo no boxe para atingir Joilton Peregrino. Logo nos segundos iniciais, o norte-americano encurralou seu adversário com duros uppers e jabs que tocaram e machucaram o brasileiro. A trocação ficou franca na reta final do combate, com ambos os competidores apostando em suas mãos para conseguirem a vitória. Ainda assim, de forma estratégica, Peregrino atacou nas pernas e derrubou Collard. No chão, ele ainda atingiu e conseguiu pontuar, mas viu seu adversário se desvencilhar e explodir. Em seguida, ainda na grade, o brasileiro ergueu e cravou o norte-americano no solo.

Em combate morno, Bubba Jenkins vence e se classifica para a próxima fase

B. Jenkins vence B. Moffett na decisão unânime dos juízes. Foto: Reprodução/Instagram

Representante da divisão dos penas (até 65,7kg.), Bubba Jenkins ‘usou e abusou’ de seu Wrestling e, em luta morna, venceu Bobby Moffett na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28). O atleta chegou a passar por momentos de apuros no terceiro round ao receber uma guilhotina e combinações em pé no último assalto, mas soube ‘sofrer’ e segurou o ímpeto de seu adversário até o final do combate.

Assim, Jenkins chegou em seu quinto triunfo seguido e se classificou aos playoffs dos penas. O norte-americano já havia conseguido vencer Lance Palmer, também na decisão, em sua luta de estreia. Profissional desde 2011, ele conta com um cartel de 16 vitórias e quatro derrotas na carreira.

Ex-Ultimate, Moffett enfrenta sua pior sequência desde que estreou nas artes marciais mistas, em 2013. Atualmente, o norte-americano chegou em quatro lutas (três derrotas e uma luta sem resultado) sem saber o que é vencer. Em sua carreira, são 13 resultados positivos, cinco negativos e um ‘no contest’.

Brendan Loughnane vence luta emocionante contra Tyler Diamond

Em luta emocionante, B. Loughnane derrotou T. Diamond. Foto: Reprodução/Instagram

Em duelo eletrizante que abriu o card principal da PFL 4, Brendan Loughnane sofreu no último round, mas conseguiu vencer Tyler Diamond. O inglês chegou perto de nocautear seu oponente, mas o combate se arrastou durante três rounds. Ainda assim, ele saiu com as ‘mãos levantadas’ na decisão majoritária dos juízes (30-27, 29-27, 28-28). O embate foi válido pela categoria dos penas (até 65,7kg.).

O triunfo possibilitou que Loughnane expandisse sua sequência positiva na carreira. Agora, são sete vitórias seguidas. O inglês tem um histórico de 21 resultados positivos – sendo sua quarta na PFL – e três negativos. Ele está classificado aos playoffs do torneio.

Em sua segunda luta na organização, Diamond acabou não conseguindo impor seu ritmo durante todo o confronto. Agressivo apenas no terceiro round, o norte-americano acabou sucumbindo e perde pela segunda vez na carreira. Ele também tem 12 vitórias.

Resultados da PFL 4 2021

CARD PRINCIPAL

Peso leve: Claressa Shields derrotou Brittney Elkin por nocaute técnico a 1m44s do R3

Peso leve: Clay Collard derrotou Joilton Peregrino na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena: Bubba Jenkins derrotou Bobby Moffett na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena: Brendan Loughnane derrotou Tyler Diamond na decisão majoritária dos juízes (30-27, 29-27, 28-28)

CARD PRELIMINAR

Peso leve: Natan Schulte derrotou Alex Martinez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso leve: Olivier Aubin-Mercier derrotou Marcin Held na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve: Loik Radzhabov derrotou Akhmed Aliev por nocaute a 27seg. do R1

Peso pena: Sheymon Moraes finalizou Jesse Stirn com uma kimura a 4m59s do R2

Peso pena: Chris Wade derrotou Arman Ospanov por nocaute a 2m18s do R2

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments