Em confronto equilibrado, Natan Schulte vence paraguaio por pontos na PFL 4 | SUPER LUTAS

Em confronto equilibrado, Natan Schulte vence paraguaio por pontos na PFL 4

Com o triunfo, brasileiro soma três pontos e ainda pode se classificar aos playoffs; Sheymon Moraes finaliza norte-americano

N. Schulte derrotou A. Martinez na decisão dividida dos juízes. Foto: Reprodução/Twitter

O Brasil começou com o pé direito na PFL 4, evento realizado nesta quinta-feira (10), nos Estados Unidos. Com dois representantes, o país ficou com o 100%, no card preliminar, com as vitórias de Natan Schulte e Sheymon Moraes. Atual bicampeão do torneio dos leves (até 70,3kg.), o ‘Russo’ derrotou Alex Martinez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28), enquanto Moraes finalizou Jesse Stirn com uma kimura no segundo round.

Veja Também

Natan Schulte encontrou dificuldades para vencer Alex Martinez. No confronto contra o paraguaio, o brasileiro teve que se superar e saiu com as ‘mãos levantadas’ na decisão dividida dos juízes, além de somar três pontos. Com o resultado, ele volta a vencer na PFL e se posiciona rumo aos playoffs. Na primeira rodada da competição, ele havia perdido para Marcin Held.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alex Martinez perde pela primeira vez na carreira. O paraguaio, que havia começado com uma vitória na decisão dividida contra Loik Radzhabov, é derrotado após oito vitórias seguidas.

A LUTA

Disposto a acabar com a luta de forma rápida para conseguir se classificar aos playoffs dos leves (até 70,3kg.), Natan Schulte atacou em queda logo no início do combate. O brasileiro tentou trabalhar a transição para as costas, mas viu Alex Martinez reverter a situação. Enquanto era encurralado na grade, ele voltou a derrubar seu oponente e tentou, pela segunda vez, progredir por cima. O duelo foi retomado em pé, com Natan trabalhando os chutes baixos. Com vantagem na envergadura, Martinez apostava nos high kicks. Schulte seguia encurralando o paraguaio para trabalhar na curta distância, mas pouco fez.

Schulte começou o segundo round avançando, mas sofreu um duro chute baixo de Martinez. O ‘sensor de estratégia’ do brasileiro foi ativado e fez com que logo derrubasse o paraguaio, que conseguiu ficar de pé em seguida. Na metade do assalto, Natan parecia cansado, embora ainda seguisse avançando. Ele ainda recebeu dois golpes limpos no rosto antes do sino soar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O último e decisivo assalto já mostrava a vontade dos lutadores logo nos segundos iniciais. Natan Schulte acertou um uppercut, mas recebeu outro de encontro, além de uma joelhada na cintura. Martinez ainda chutou rodado, mas foi quedado pelo brasileiro. O ‘Russo’, como é conhecido, trabalhou na meia-guarda, enquanto o paraguaio defendia nos quatro apoios. Os dois permaneceram nas posições em boa parte do round, até que o árbitro central os separasse pela última vez.

Sheymon Moraes finaliza norte-americano e garante sua primeira vitória na PFL

S. Moraes finaliza J. Stirn no segundo round. Foto: Reprodução/Twitter

Primeiro representante brasileiro na PFL 4, Sheymon Moraes reencontrou o caminho das vitórias. O brasileiro finalizou Jesse Stirn com uma kimura no segundo round e somou cinco pontos no torneio dos pesos penas (até 65,7kg.). O combate foi o segundo da noite.

A luta começou com muito estudo entre os combatentes. A primeira tentativa ocorreu com um chute de Sheymon Moraes, que parou na guarda de seu oponente. Logo em seguida, de forma estratégica, Jesse Stirn quedou o brasileiro, mas não progrediu na posição. Ele ainda viu seu adversário explodir e reverter a situação. Moraes, nos últimos segundos, chegou a ensaiar levar o jogo ao solo, mas não conseguiu cravar Stirn, que devolveu a queda e terminou o round por cima.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sheymon Moraes voltou do intervalo para liquidar a fatura e aplicou um cruzado de direita, que desequilibrou e derrubou Jesse Stirn. Ele ainda seguiu tentando acabar com o combate, mas deu margens para que o norte-americano se recuperasse. Em desvantagem nos segundos finais, Jesse arriscou a queda, mas Sheymon reverteu a situação e, por meio de uma kimura, finalizou o combate.

Com o resultado, Sheymon vence pela primeira vez na PFL. Após ser derrotado ainda no primeiro round por Brendan Loughnane, o brasileiro somou mais cinco pontos em busca de avançar para a próxima fase dos playoffs. Ele tem 12 triunfos e cinco reveses na carreira. Já Jesse ainda não pontuou e ocupa a lanterna da competição. Ele tem 11 vitórias e cinco derrotas.

Em duelo movimentado, Olivier Aubin-Mercier vence Marcin Held

O. Aubin-Mercier vence M. Held. Foto: Reprodução/Instagram

Em combate válido pelo peso leve (70,3kg.), Olivier Aubin-Mercier e Marcin Held fizeram um duelo de três rounds no card preliminar da PFL 4. Marcado por confronto de estilos, o canadense foi superior durante 15 minutos e sai com dois pontos no torneio da organização.

Tudo parecia se encaixar em um jogo de clinch entre ambos os lutadores no início do duelo. Primeiramente, Marcin Held tentou a queda, mas parou na defesa de Olivier Aubin-Mercier. Por sua vez, o canadense também tentava pontuar junto à grade. Porém, foi em pé que ele conseguiu seu melhor momento no primeiro round; com uma direita, o canadense derrubou seu adversário e seguiu martelando por cima. O polonês apenas tratou de agarrá-lo para que sobrevivesse à pressão.

A estratégia começou igual por parte dos combatentes, que ainda apostavam no clinch. O combate, no entanto, foi marcado por poucas ações no segundo round. Aubin-Mercier derrubou e até conseguiu avançar à meia-guarda antes de desferir duras cotoveladas em seu adversário.

À exemplo da primeira etapa, Aubin-Mercier voltou a encurtar e acertou outro uppercut em Held. O polonês ainda buscou a chave de calcanhar em duas oportunidades, mas não conseguiu ajustar a posição e tampouco teve tempo de alterar o resultado.

Olivier Aubin-Mercier, de 32 anos, volta a vencer em sua primeira luta na PFL. Anteriormente, o canadense estava no UFC, mas foi demitido após três derrotas seguidas. Ao todo, são 17 lutas em sua carreira – com 12 triunfos e cinco reveses.

Loik Radzhabov dá show e aplica nocaute rápido diante de Akhmed Aliev

L. Radzhabov nocauteou A. Aliev em 27 segundos. Foto: Reprodução/Instagram

Implacável! Na disputa entre pesos leves, Loik Radzhabov levou a melhor contra Akhmed Aliev. No card preliminar da noite, realizado nesta quinta-feira (10), o tajiquistanês não tomou conhecimento do russo Akhmed Aliev. Com golpes precisos, Radzhabov precisou apenas de 27 segundos para brutalizar seu oponente com um nocaute devastador.

Radzhabov foi preciso. Assim que começou o combate, ele precisou apenas de sete golpes para nocautear Ajiev com combinações de esquerda e direita. O russo caiu em quatro apoios e ainda recebeu alguns socos antes da interrupção do árbitro.

Apesar de viver momento delicado após duas derrotas nas últimas lutas, Radzhabov conseguiu se recuperar da melhor forma possível. O tajiquistanês conquistou seu sétimo nocaute – em 13 vitórias. Ele também tem três derrotas e um empate.

Akhmed Aliev segue oscilando na PFL. Com seis lutas na organização, o russo tem três vitórias e três derrotas. Ele encontra seu sétimo revés na carreira e, da mesma forma, já saiu vitorioso em 20 oportunidades.

Chris Wade leva susto, mas se recupera e nocauteia Arman Ospanov

C. Wade derrotou A. Ospanov na primeira luta da noite. Foto: Reprodução/Twitter

Em confronto que abriu a quarta edição da PFL, os pesos penas (até 65,7kg.) Chris Wade e Arman Ospanov fizeram um duelo eletrizante. Após sofrer com uma pressão inicial, o norte-americano deu a ‘volta por cima’ e nocauteou o cazaquistanês no segundo round. Com a vitória, ele lidera momentaneamente o torneio da divisão.

O primeiro round foi marcado, principalmente, pelo domínio de Arman Ospanov. Estreando na organização de última hora, ele soube administrar com jabs perigosos na curta distância.

Já na segunda etapa, o cazaquistanês seguiu superior e acertou um direto em Chris Wade, que sentiu. Atento às movimentações, o árbitro decidiu não encerrar o combate e, logo em seguida, viu uma reviravolta acontecer. Após um chute certeiro na cabeça de Ospanov, o norte-americano conseguiu se recuperar e seguiu golpeando seu adversário, que ficou atordoado ainda em pé e já caiu nocauteado.

Agora, Wade conquista seu segundo triunfo na organização e, com oito pontos, lidera o torneio dos penas e se aproxima da próxima fase. Em sua carreira, o norte-americano tem um cartel de 18 triunfos e seis reveses.

Por outro lado, Ospanov estreia com o ‘pé esquerdo’ na organização. Agora, o atleta reencontra o sabor amargo da derrota e tem seu retrospecto atualizado para 11 resultados positivos e quatro negativos.

Resultados da PFL 4 2021

CARD PRINCIPAL

Peso leve: Claressa Shields derrotou Brittney Elkin por nocaute técnico a 1m44s do R3

Peso leve: Clay Collard derrotou Joilton Peregrino na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena: Bubba Jenkins derrotou Bobby Moffett na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena: Brendan Loughnane derrotou Tyler Diamond na decisão majoritária dos juízes (30-27, 29-27, 28-28)

CARD PRELIMINAR

Peso leve: Natan Schulte derrotou Alex Martinez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso leve: Olivier Aubin-Mercier derrotou Marcin Held na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve: Loik Radzhabov derrotou Akhmed Aliev por nocaute a 27seg. do R1

Peso pena: Sheymon Moraes finalizou Jesse Stirn com uma kimura a 4m59s do R2

Peso pena: Chris Wade derrotou Arman Ospanov por nocaute a 2m18s do R2

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments