Cezar Mutante começa bem, mas cansa e é derrotado por norte-americano na PFL 5 | SUPER LUTAS

Cezar Mutante começa bem, mas cansa e é derrotado por norte-americano na PFL 5

Brasileiro chegou perto de finalizar no primeiro round, mas viu Chris Camozzi crescer no combate e sofreu seu primeiro revés na organização

C. Mutante perde para C. Camozzi na decisão unânime dos juízes. Foto: Reprodução/Twitter

Último brasileiro em ação no decágono da PFL 5, realizada nesta quinta-feira (17), Cezar Mutante tinha a missão de conquistar sua segunda vitória seguida na organização. Porém, apesar de um começo promissor, o brasileiro viu Chris Camozzi ‘virar’ a luta e perdeu na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 29-28).

Veja Também

Apesar da derrota, Cezar Mutante está garantido na próxima fase do torneio. Ele se junta a Antônio Cara de Sapato e o norueguês Marthin Hamlet. Agora, o mineiro tem um cartel de 14 triunfos e nove reveses.

Por outro lado, o veterano Chris Camozzi sai com uma vitória e uma derrota do torneio. Ele havia perdido para Emiliano Sordi e, por vencer apenas na decisão dos juízes, não conseguiu a classificação. O norte-americano conta com um retrospecto de 26 resultados positivos e 15 negativos na carreira.

A LUTA

Cezar Mutante foi rápido. De forma inteligente, o brasileiro trocou poucos golpes em pé antes de derrubar Chris Camozzi. Em vantagem, ele conseguiu montar e ajustava uma posição para finalizar, mas viu o norte-americano explodir. Ainda em posição de superioridade, o campeão da primeira edição do TUF Brasil chegou a desferir outros golpes no chão antes de deixar Camozzi se levantar nos últimos segundos.

No segundo assalto, a situação se reverteu. Chris Camozzi ganhou confiança e atingiu Cezar Mutante com boas combinações em pé. Ele, inclusive, defendeu uma queda e seguiu ‘marchando’ para frente, encurralando o brasileiro. Em uma das oportunidades, o norte-americano atingiu um bom direto que derrubou seu adversário e fez com que caísse por cima. Camozzi seguia por cima, abafando e conectando uma boa sessão de golpes no ground and pound até o final do round.

O terceiro e decisivo round foi marcado pela intensidade. Mutante chutou baixo e Camozzi conseguiu fazer a leitura no tempo certo. O norte-americano aproveitou e quedou o brasileiro, mas não foi efetivo e a luta foi retomada em pé. Como resposta, Cezar jogou um overhand que foi bem absorvido por seu oponente. Mais inteiro no combate, Chris seguiu cruzando a direita e apostando nos chutes baixos e em linha da cintura para minar seu oponente. Nos últimos 20 segundos, Mutante tentou a queda, mas teve a tentativa rechaçada. A trocação ficou franca e terminou em alto nível.

Emiliano Sordi empata com Dan Spohn, mas se classifica para as semifinais dos meio-pesados

E. Sordi empatou com Dan Spohn, mas se classificou às semifinais do torneio. Foto: Reprodução/Twitter

Atual campeão do torneio dos meio-pesados (até 93kg.), Emiliano Sordi precisava da vitória contra Dan Spohn para confirmar sua presença nos playoffs e não decepcionou. Após ser quase nocauteado no primeiro round, o argentino conseguiu reverter a vantagem, mas teve um ponto tirado depois de desferir golpes ilegais. Assim, ele empatou com o norte-americano na decisão unânime dos juízes (28-28, 28-28, 28-28) e estará na próxima fase do torneio.

Com o resultado, Sordi amplia a sequência para sete lutas sem perder. Além de classificar à próxima fase – com quatro pontos e ter a chance de conquistar o bicampeonato, o argentino teve seu primeiro empate na carreira. Ele também conta com 23 vitórias e oito derrotas.

Por outro lado, Spohn se despede do torneio, além de ter a incômoda sequência sem vencer ampliada para quatro lutas. Profissional desde 2009, o norte-americano tem um retrospecto de 18 triunfos, nove derrotas e um empate.

Em duelo movimentado, Ray Cooper III vence Nikolay Aleksakhin na decisão unânime dos juízes

Os pesos meio-médios (até 77kg.)  Ray Cooper III e Nikolay Aleksakhin fizeram um combate bem movimentado e com muitas opções de finalização na segunda luta mais importante da noite na quinta edição da PFL. No entanto, após três rounds, o havaiano foi declarado vencedor por decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28).

A vitória fez com que Ray Cooper III se classificasse às semifinais. Assim, ele atualiza seu histórico para 29 triunfos, sete reveses e um empate. Já Aleksakhin sofre sua sexta derrota na carreira. Ele também tem 24 vitórias e um ‘no contest’.

RESULTADOS DA PFL 5 2021

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Gleison Tibau derrotou Rory MacDonald na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso meio-médio: Ray Cooper III derrotou Nikolai Aleksakhin na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso meio-pesado: Emiliano Sordi e Dan Spohn empataram decisão unânime dos juízes (28-28, 28-28, 28-28)

Peso meio-pesado: Chris Camozzi derrotou Cezar Mutante na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado: Antônio Cara de Sapato x Vinny Pezão terminou sem resultado (No Contest) a 2m45s do R1 por um golpe ilegal aplicado por Sapato em Pezão

Peso meio-pesado: Cory Hendricks finalizou Marthin Hamlet com um mata-leão a 4m09s do R3

Peso meio-médio: João Zeferino finalizou Jason Ponet com um katagatame a 2m16s do R2

Peso meio-médio: Magomed Magomedkerimov finalizou Curtis Millender com um ‘estrangulamento ezekiel a 1m57seg. do R1

Peso meio-pesado: Tom Lawlor derrotou Jordan Young na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso-meio-médio: Sadibou Sy derrotou Aleksei Kunchenko na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments