Aos 55 anos, ex-campeão do UFC admite desejo de voltar a lutar e desafia Ngannou | SUPER LUTAS

Aos 55 anos, ex-campeão do UFC admite desejo de voltar a lutar e desafia Ngannou

Ícone do MMA, Don Frye revelou que gostaria de se testar diante do atual líder dos pesados do Ultimate

D. Frye (dir.) é um dos responsáveis pela difusão do MMA. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos responsáveis pela difusão do MMA entre os anos 1990 e 2000, Don Frye voltou a ser notícia. Campeão dos torneios do UFC 8 e ‘Ultimate Ultimate’, ambos em 1996, o veterano surpreendeu Joe Rogan ao admitir que, aos 55 anos, pretende retomar a carreira. Lenda do PRIDE, o norte-americano também chocou ao desafiar Francis Ngannou, atual líder dos pesados na empresa presidida por Dana White.

Veja Também

“Gostaria de voltar (a lutar). Eu adoraria enfrentar (Francis) Ngannou, ele é incrível”, afirmou Frye, em entrevista ao podcast de Joe.

Impressionado com a declaração do veterano, Rogan chegou a questionar o ex-campeão. Principal comentarista do UFC, o entrevistador perguntou se não seria melhor enfrentar um adversário da mesma faixa etária. Sem rodeios, Don não titubeou na resposta.

“Por quê? Eles (os lutadores da minha idade) não têm o cinturão, têm?”, encerrou.

Com 31 lutas como profissional no MMA, Frye não se apresenta desde dezembro de 2011, quando foi nocauteado no primeiro round por Ruben Villareal. No esporte, o combatente, hoje, soma 20 vitórias, nove derrotas, um empate e um duelo ‘sem resultado’.

Marcado na história

Além dos cinturões do UFC conquistados em 1996, Frye cravou seu nome na história das artes marciais mistas em 2002. Atuando pelo PRIDE, o lutador dividiu o ringue com Yoshihiro Takayama. Na ocasião, ambos protagonizaram uma das batalhas mais emocionantes do esporte (veja abaixo).

Logo no início do confronto, os lutadores se ‘agarraram’ e trocaram uma longa sequência de socos limpos no rosto. Após a cena que marcou o MMA, Takayama imediatamente apresentou um inchaço assustador na face.

O duelo foi encerrado com pouco mais de 6 minutos. Don foi declarado vencedor da peleja por nocaute técnico.

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments