Magoado com as acusações de Werdum, Renan Problema desabafa e diz que ainda deseja a revanche | SUPER LUTAS

Magoado com as acusações de Werdum, Renan Problema desabafa e diz que ainda deseja a revanche

Em bate papo exclusivo com o SUPER LUTAS, o brasileiro falou sobre diversos assuntos e enfatizou que conseguir um novo duelo com o 'Vai Cavalo' se tornou algo pessoal

 

Após toda a polêmica sobre sua luta com Fabrício Werdum, Renan Problema deixou claro que ainda deseja a revanche. Em entrevista exclusiva ao canal no youtube do SUPER LUTAS, o peso pesado (até 120,2kg) não escondeu sua mágoa pelas acusações feitas pelo seu compatriota, afirmou que a rivalidade se tornou algo pessoal e criticou a PFL por não casar o segundo duelo entre eles. Confira esse e outros trechos do bate-papo com o lutador brasileiro.

Veja Também

– Porque a revanche com Werdum não rolou

“A PFL não deixa claro para a gente como são feitos os casamentos. Eu até questionei, porque o Ray Sefo (presidente da organização) falou que a revanche era a luta que mais fazia sentido e eu até criei expectativa. Aí eles me deram o russo e o Werdum iria enfrentar o (Brandon) Sayles. Eu até perguntei como era feito o casamento das lutas e eles não souberam me responder. Eu não escolho luta mas eles falaram para mim que iria ser uma coisa, aí mudaram e fizeram outra”.

-Revanche era desejo pessoal?

“Eu desejava essa luta e ainda quero. Para tirar tudo a limpo o que aconteceu porque não foi só a questão profissional, entrou também no pessoal quando ele atacou o meu caratér. Eu acho que essa era a luta que fazia sentido, como o Ray Sefo e a PFL falaram. Mas enfim, são ‘águas passadas’, cabeça erguida e vamos para frente”.

– Sobre a mudança de adversário

“Eu vinha me preparando para enfrentar o russo (Ali Isaev) que era um cara com um jogo de wrestling muito forte, totalmente diferente do cara que eu vou enfrentar agora (Stuar Austin). Me avisaram de última hora, há dois dias atrás que o Isaev não ia poder lutar, aconteceu alguma coisa que eles não esclareceram muito bem.

– Diferença de estilos

“O Isaev ele troca bem mas a intenção dele é chegar na luta agarrada. Então ele tá sempre buscando a luta agarrada e botar para baixo. O Stuart é um cara que ‘faz MMA’ né? Ele troca, gruda, bota para baixo. É um cara bem versátil, que movimenta bem, é bem mais leve que o russo. Então, a gente teve que dar uma mudada na estratégia para esse próximo adversário.

– Desfecho ‘dos sonhos’ para a luta dessa sexta

“Cara, eu venho treinando bastante trocação. então eu vou buscar o combate a todo momento. Vou meter a mão de trás rápido ali e a mão entrando, eu tenho certeza que ele vai sentir e eu vou finalizar essa luta ai”.

– Nomes para brigar pelo título da temporada

“Então, tem fortes adversários aí né? Tem o russo (Isaev), tem o (Bruno) Capelozza que é um cara duro para caramba. Peso pesado é aquela ‘loteria’, eu posso citar alguns nomes aqui e depois acontecer algo totalmente diferente. Luta de pesados quando entra uma mão, já era. Então não dá para apostar muito”.

– Relação com os ‘haters’

“Eu percebi que a internet é uma parada muito louca né? Descobri que tem esses haters aí, esses caras que falam pelos cotovelos. Então, isso me fortaleceu, me fez ver que é um mundo totalmente diferente e maluco. Ao mesmo tempo, conheci muita gente do bem, muitas pessoas de energia positiva que me mandaram mensagens e eu fiz várias amizades boas.

– Receber menos no UFC ou ganhar mais em outra organização?

“Eu nunca fui um cara que tô buscando mídia, que quero aparecer. Eu tô buscando a estabilidade, quero fazer a minha carreira, quero mostrar que eu amo o esporte. Claro que eu busco uma boa remuneração, quero crescer, quero dar uma vida boa para a minha família. Esse negócio de status, fama, é consequência de um trabalho bem feito. Independente do lugar, você trabalhando sério, trabalhando honesto, isso vai vir”.

Após o duelo contra Werdum ser revertido para ‘Sem resultado’, Renan precisa vencer o inglês Stuart Austin na PFL da próxima sexta (25) para conseguir uma vaga nas semifinais do torneio dos pesados. O lutador tupiniquim possui um histórico de seis triunfos e dois reveses em sua carreira.

 

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments