Borrachinha fala de possível luta contra Vettori, mira cinturão, mas aponta outros fatores importantes para a carreira | SUPER LUTAS

Borrachinha fala de possível luta contra Vettori, mira cinturão, mas aponta outros fatores importantes para a carreira

Brasileiro esclarece que confronto contra italiano não está confirmado, mas mostra otimismo para acerto com UFC

P. Borrachinha (foto) mira confronto contra M. Vettori. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de confirmar o interesse de voltar ao octógono em uma eventual luta contra Marvin Vettori, Paulo Borrachinha abriu o jogo sobre seus próximos passos no Ultimate. Após provocar polêmica ao criticar os salários pagos pela organização, o brasileiro falou sobre o desejo de encarar o italiano. Em entrevista ao ‘Canal do Marinho’, o mineiro também conversou sobre o sonho do cinturão e planos para seu futuro.

Veja Também

“Estou me sentindo muito bem, fisicamente estou rendendo como deveria ter rendido na luta pelo título (contra Israel Adesanya). Aconteceram algumas coisas que não pude performar bem. Me certificarei de estar totalmente apto e que nada atrapalhe minha performance nessa possível luta com o Vettori. Não está fechado, mas acredito que é do interesse dele também lutar comigo”, disse o peso médio (até 83,9kg.).

Disposto a retomar a condição de desafiante ao título da categoria, Paulo também falou brevemente sobre o sonho de conquistar o cinturão do grupo. O atleta, porém, também comentou sobre a cobrança por melhores pagamentos, já que o combatente, hoje, é um dos destaques da categoria.

“Lutar pelo título vai ser uma consequência, mas meu objetivo maior não é esse. É fazer um legado e obviamente ser bem pago por isso”, contou.

Por fim, o brasileiro avaliou o possível duelo contra Marvin, que também vem de derrota para Adesanya. Hoje, o italiano é o quatro da categoria liderada pelo nigeriano.

“Todo mundo já sabe, ele é um bom lutador, top 5 do ranking, ninguém chega no top 5 à toa, ele está ali porque fez por merecer. Agora, vamos sair na porrada, vamos lutar, vamos ver quem vai sair com a vitória. Não preciso falar que eu acredito mais em mim. Vamos fazer uma guerra lá”, encerrou.

Atual número dois dos médios, Paulo não sobe no octógono desde o revés sofrido diante de Israel. A derrota para o campeão marcou o primeiro resultado negativo na carreira do brasileiro como profissional no MMA.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments