Dustin Poirier nega acordo por luta contra Nate Diaz e faz mistério sobre futuro nos leves | SUPER LUTAS

Dustin Poirier nega acordo por luta contra Nate Diaz e faz mistério sobre futuro nos leves

Primeiro no ranking da divisão, norte-americano diz que ainda não sabe qual será seu próximo passo na organização

D. Poirier em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

O futuro de Dustin Poirier no Ultimate é incerto desde que o ‘Diamante’ venceu a trilogia contra Conor McGregor e, agora, o enigma ganhou mais um capítulo. Em entrevista exclusiva ao ‘MMA Hour’, o norte-americano negou que esteja perto de um acordo por luta contra Nate Diaz.

Veja Também

“Você sabe como são essas negociações. A menos que estejam falando com ele (Nate Diaz) e digam alguma coisa, nada me foi oferecido. Eu não falei com o UFC. Não posso dizer o mesmo do Nate, mas acho que eles vão me ligar em breve (…). Ele é um lutador que assisto há muito tempo e realmente acho que nossos estilos combinam bem. Seria uma grande luta. Existe a possibilidade de que isso possa acontecer, mas não é a próxima na minha lista de lutas”, disse Poirier.

Vindo de três vitórias seguidas, Dustin está em uma situação confortável na organização e tem sido ‘alvo de desejo’ de boa parte dos lutadores da divisão dos leves (até 70,3kg.), incluindo Charles do Bronx. Desta forma, ele sente que uma luta pelo título é a que faz mais sentido em seguida.

“Acho que sou o nº 1 e eu deveria estar lutando pelo cinturão. Ouvi pessoas dizendo que isso (luta contra Charles do Bronx) vai acontecer em dezembro, mas não sei o que vai acontecer (…), sinto que (minha próxima apresentação) será pelo título mundial. É o que faz mais sentido. Mas, quando o telefone toca, temos que conversar e falar sobre toda a situação. Contra quem, eu não sei. Mas lutar novamente neste ano é o mais provável”, finalizou o ‘Diamante’.

Aos 32 anos, Dustin Poirier conta com um cartel de 28 vitórias, seis derrotas e uma luta ‘sem resultado’ na carreira. O norte-americano foi campeão interino dos leves (até 70,3kg.) e teve a chance de unificar seu título, mas parou em Khabib Nurmagomedov no UFC 242, em Abu Dhabi (EAU).

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments