Ultimate remarca combate entre Amanda Nunes e Julianna Peña para UFC 269, em dezembro | SUPER LUTAS

Ultimate remarca combate entre Amanda Nunes e Julianna Peña para UFC 269, em dezembro

Duelo estava marcado para 7 de agosto, mas a ‘Leoa’ testou positivo para COVID-19 e precisou sair do card; luta é válida pelo cinturão dos galos

Luta entre A. Nunes (esq.) e J. Peña (dir.) está prevista para acontecer no UFC 269. Foto: Montagem SUPER LUTAS

O importante encontro entre Amanda Nunes e Julianna Peña tem nova data para acontecer. Agora, a campeã dos galos (até 61,2kg.) defende seu título contra a norte-americana em evento que será realizado no UFC 269, em 11 de dezembro. A luta foi divulgada pela organização em suas redes sociais.

Veja Também

Originalmente, o duelo entre Nunes e Peña estava programado para ocorrer no UFC 265, que ocorreu em 7 de agosto. Porém, a brasileira testou positivo para a COVID-19 e foi obrigada a se retirar do card. Disposta a garantir sua chance pelo cinturão, Julianna chegou a aparecer na coletiva de imprensa pré-evento e questionou ao ‘chefão’ do Ultimate, Dana White, sobre quando teria sua oportunidade.

Apontada, por muitos, como a maior lutadora da história do esporte, Amanda Nunes é detentora de dois cinturões – galos (até 61,2kg.) e penas (até 65,7kg.) da organização. Em seu último combate, a ‘Leoa’ triunfou sobre Germaine De Randamie, em dezembro de 2019.

Juliana Peña, por sua vez, conseguiu se tornar campeã da 18ª edição do ‘The Ultimate Fighter’ e emplacou três vitórias em série, até ser derrotada por Valentina Shevchenko e ficar afastada por mais de dois anos após sua gravidez. Desde que voltou, em 2019, ela conquistou duas vitórias e uma derrota.

A ‘Leoa’ vive sequência iluminada, com 12 resultados positivos seguidos e é campeã dominante de duas categorias distintas. Profissional desde 2008, Amanda conta com um cartel de 21 vitórias e quatro derrotas. Já Peña estreou um ano depois e, em sua trajetória, são 10 triunfos e quatro reveses.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments