Velasquez atropela Pezão, Cigano nocauteia Hunt no UFC 161 e devem se enfrentar pela terceira vez

Com os dois nocautes das lutas principais, vencedores devem desempatar a trilogia a seguir

Velasquez (esq.) derrotou Pezão (dir.) e defendeu o cinturão dos pesados: Foto:UFC

Velasquez (esq.) derrotou Pezão (dir.) e defendeu o cinturão dos pesados: Foto:UFC

Os favoritos venceram as lutas principais do UFC 160, mas nem por isso faltou emoção para os fãs. O campeão dos pesados Cain Velasquez repetiu o feito de um ano atrás e voltou a nocautear o brasileiro Antonio Pezão no primeiro round.

O americano voltou a buscar a queda no começo do combate, mas o brasileiro não permitiu. Na troca de golpes, Velasquez acertou um violento soco que explodiu no rosto de Pezão. O brasileiro dobrou os joelhos, o campeão tentou encaixar uma guilhotina, mas desistiu e encerrou a disputa no ground and pound. O árbitro Mario Yamasaki decretou o nocaute técnico com 1min21s do primeiro round.

Na luta coprincipal, Junior Cigano teve mais trabalho, mas também conquistou um nocaute. O brasileiro chegou a ser atingido por alguns golpes fortes de Mark Hunt, mas usou bem sua vantagem na envergadura para manter o oponente distante na maior parte do combate. O catarinense chegou a derrubar o neozelandês e acabou o primeiro round por cima, no solo, algo raro em suas lutas. No terceiro round, outra surpresa: depois de balançar Hunt com um soco, Cigano encaixou um chute rodado que não chegou a pegar em cheio, mas foi o suficiente para derrubar o oponente. Um forte soco no ground and pound decretou o fim da luta. Com a vitória, Junior Cigano deve ser confirmado como o desafiante número um dos pesados e desempatar a trilogia contra Cain Velasquez.

Outro brasileiro a vencer em Las Vegas foi o meio-pesado Glover Teixeira. Contra o também neozelandês James Te Huna, Glover chegou a tomar susto quando o combate iniciou na troca franca de golpes no centro do octógono. Logo o mineiro de Sobrália mudou a estratégia e levou o combate para o solo. Dali não foi difícil pegar o oponente numa guilhotina e cravar sua quarta vitória em igual número de lutas no UFC.

Nas outras lutas do card principal do UFC 160, TJ Grant recuperou-se de uma breve vantagem inicial de Gray Maynard e o nocauteou ainda no primeiro round. A vitória, a quinta em cinco lutas como peso leve, rendeu ao canadense o posto de próximo desafiante do cinturão que está sob a custódia de Ben Henderson. Já Donald Cerrone não teve trabalho para lidar com KJ Noons. O “Cowboy” foi superior tanto em pé quanto no chão e venceu com autoridade por decisão unânime. A luta marcou a estreia de Noons no UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Alan Moreira
Alan Moreira
7 anos atrás

o titulo da matéria está errado foi o UFC 160.