Dana White explica decisão de promover trilogia entre Brandon Moreno e Deiveson Figueiredo

Presidente do Ultimate revela que planejava uma oportunidade para Alexandre Pantoja, que acabou se machucando e dando lugar a Deiveson na disputa pelo título dos moscas

D. White em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Um novo capítulo da rivalidade entre Brandon Moreno e Deiveson Figueiredo foi anunciado para o UFC 269, que acontece no dia 11 de dezembro, e abriu uma discussão sobre o caminho tomado pelo Ultimate. E, em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (21), o presidente da organização, Dana White, explicou a decisão por uma trilogia.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Nós iríamos fazer outra luta – com Pantoja (e Moreno). Eu não sei se ele se machucou, mas algo aconteceu e, quando ele saiu da luta, nós fomos em busca de uma trilogia. Foi a única coisa que fez sentido e os dois lutadores queriam isso”, disse White.

Com uma sequência de duas vitórias em série, Alexandre Pantoja se aproximou de uma disputa de título ao finalizar Brandon Royval em agosto e levava vantagem sobre Deiveson Figueiredo por já ter vencido Brandon Moreno em duas oportunidades – sendo uma no ‘The Ultimate Fighter’ e outra no próprio UFC. Ele, no entanto, pediu por um tempo para se recuperar de uma lesão no joelho e a organização optou por não o esperar.

PUBLICIDADE:

A primeira vez em que Deiveson e Brandon se enfrentaram foi no UFC 256, em dezembro de 2020. Na ocasião, o brasileiro era o detentor do cinturão e defendeu o título ao empatar com o mexicano. Porém, na revanche, Moreno se mostrou superior e finalizou no segundo round.

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano