Executivo da ‘Triller’ diz que Holyfield reclamou de ‘pisão’ de Belfort antes do nocaute

Agente da promotora do show, Ryan Kavanaugh revela crítica do veterano e defende presença do ex-campeão mundial no duelo

V. Belfort atropelou E. Holyfield em desafio no boxe. Foto: Reprodução/Twitter @trillerfight

A polêmica luta entre Vitor Belfort e Evander Holyfield, disputada nas regras do boxe, ganhou mais um capítulo. Quem acompanhou o confronto, assistiu ao calvário de um dos maiores nomes na história da ‘nobre arte’, que foi brutalmente atropelado pela antiga estrela do UFC. Dias após o evento, o executivo da promotora do show, Triller, Ryan Kavanaugh, surgiu com uma novidade sobre o decorrer do embate.

Veja Também

“Se você falar com (Evander) Holyfield, Vitor aparentemente pisou em seu pé. Eu não vi a filmagem ainda, mas ele alegou que isso o fez tropeçar e cair. Ele balançou muito forte e pareceu o balanço do nocaute. Se ele tivesse ficado de pé, Vitor provavelmente estaria no hospital hoje”, emendou Kavanaugh, em conversa com o ‘The MMA Hour’.

O executivo endossou as reclamações de Holyfield sobre uma possível interrupção precoce e explicou os motivos das críticas da lenda do boxe. O embate foi marcado por uma grande disparidade técnica, além de uma diferença de idade de 14 anos entre o ‘Fenômeno’ e o ex-campeão mundial de boxe de 58 anos.

“Vitor começou de forma agressiva, mas, Holyfield geralmente começa de forma lenta. A estratégia dele é se deixar ser atingido, deixar ver como o oponente soca e então eu vou usar os meus contragolpes. Se você olhar de perto para a filmagem, ele estava bloqueando. Ele disse que foi atingido uma vez. Se você perguntar a Holyfield, ele disse que Vitor acertou um golpe e o resto ele estava bloqueando. Então a paralisação, na opinião dele, foi o problema, porque ele acha que sabia o que estava fazendo”, finalizou o executivo.

O confronto entre Belfort e Evander tinha previsão de oito rounds de dois minutos. A luta, porém, acabou na primeira etapa, com uma interrupção do árbitro após duas quedas de Holyfield.

Podcast #034: A volta de Borrachinha ao UFC e a possível aposentadoria de Fedor