Dana responde provocação de De La Hoya e acusa pugilista de fingir ter COVID para evitar luta contra Belfort

Após o UFC 266, ‘Garoto de Ouro’ elogiou atuação de Volkanovski e atacou política salarial do chefão, que rebateu os comentários com dura queixa

D. White (esq.) e O. De La Hoya (dir.) trocam farpas há algum tempo. Foto: Montagem SL/MMA Pressoya

A rivalidade entre Dana White e Oscar De La Hoya teve um novo capítulo. Depois do encerramento do UFC 266 do último sábado (25), o pugilista citou a atuação de Alexander Volkanovski para destacar que o campeão dos penas (até 65,7kg.) poderia receber salários maiores, além de cobrar ‘respeito’ do mandatário.

Veja Também

“Hey, Alexander Volkanovski. Você somente acabou de vencer uma batalha brutal para o UFC e ganhou 1/20 do que você merece. Dana White, tenha respeito por você mesmo e por esses lutadores, e pague esses guerreiros o que eles merecem”, disparou Oscar De La Hoya em seu ‘Twitter’ oficial.

A provocação não passou despercebida por Dana, que não rebateu as críticas a respeito de política salarial. O ‘chefão’ do UFC, no entanto, atacou De La Hoya ao acusar que o pugilista teria fingido testar positivo para COVID-19 para evitar um combate contra Vitor Belfort – marcado no dia 11 de setembro.

“Cale a boca, seu drogado. Você fingiu que teve Covid e me roubar (a chance) de assistir você sendo nocauteado por Vitor Belfort. Você deveria ganhar um prêmio por seu desempenho no hospital”, respondeu Dana White.

Anteriormente, quando a ‘Triller Fight Club’ havia marcado o combate entre De La Hoya x Belfort, Dana já tinha ‘cutucado’ seu desafeto por seus problemas com o abuso de álcool e drogas. Na ocasião, inclusive, ele havia declarado um apoio ao ‘Fenômeno’ no duelo.

Podcast #034: A volta de Borrachinha ao UFC e a possível aposentadoria de Fedor