UFC demite lutador acusado de violência doméstica: ‘Tentamos ajudá-lo muitas vezes’

Organização confirma desligamento de Luis Pena, suspeito de agredir companheira com socos no último fim de semana

D. White em coletiva do UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

A paciência do Ultimate acabou. Acusado de agredir a companheira com socos no último fim de semana, Luis Pena não faz mais parte do plantel do UFC. Em declaração feita ao ‘TMZ’, a organização confirmou o desligamento do atleta e explicou a decisão de se desfazer do combatente.

Veja Também

“O UFC está por dentro das acusações que resultaram na prisão de Luis Pena. O Senhor Pena foi aberto quanto às suas questões de saúde mental e abuso de substâncias. A organização, por diversas vezes, tentou ajudá-lo a buscar ajuda profissional para um tratamento”, informaram.

Seguindo, o Ultimate deu maiores detalhes sobre as motivações para liberar o combatente de seu contrato. A relutância do combatente em buscar auxílio foi fator determinante para a decisão.

“No momento, Senhor Pena precisa lidar com sua saúde e os problemas com a justiça à sua frente. A equipe do lutador já foi informada que o acordo foi encerrado”, oficializaram.

Em momento conturbado, o incidente do último fim de semana não foi inédito na vida do atleta. Muito pelo contrário. Há alguns meses, o combatente já havia sido preso, também por agressão, além de roubo.

Fora do UFC, o lutador deixa a empresa com oito confrontos disputados na companhia. Ao todo, o peso leve (até 70,3kg.) de 28 anos somou cinco vitórias e três derrotas.

Podcast #35: E agora Borrachinha? Mais Glover em busca do cinturão do UFC neste sábado