Ex-UFC, Geraldo Espartano é suspenso por dois anos após flagra em teste antidoping

Brasileiro testou positivo para uso de testosterona exógena quando ainda atuava pelo Ultimate

G. Espartano é suspenso por dois anos pela USADA. Foto: Reprodução/Instagram

Ex-membro do plantel dos penas (até 65,7kg.) do Ultimate, Geraldo ‘Espartano’ de Freitas foi suspenso por dois anos pela USADA (Agência de Antidoping dos Estados Unidos), após testar positivo para uso de testosterona exógena em um teste fora de competição. O anúncio foi feito na última quarta-feira (13).

PUBLICIDADE:

Veja Também

Na audiência de julgamento, o brasileiro afirmou que não tinha certeza de como os testes deram um resultado positivo – se era de um erro do teste ou uso de uma substância que era permitida pela agência. A USADA, no entanto, concluiu que não tinham evidencias para as alegações serem fundamentadas. A suspensão é retroativa, referente ao dia 11 de janeiro deste ano.

Geraldo ‘Espartano’ chegou ao UFC depois de vencer o Campeonato Brasileiro dos galos (até 61,2kg.) do Shooto. E, em seu debute, derrotou o compatriota Felipe Cabocão na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Em seguida, no entanto, ele emplacou dois reveses – contra Chris Gutiérrez e Tony Gravely. Ele voltou a competir no Shooto Brasil 107, quando finalizou Marcos Cordeiro com uma chave de braço. Profissional desde 2012, Geraldo conta com um cartel de 13 triunfos e seis negativos na carreira.

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?