Campeão dos pesados, Francis Ngannou indica possível migração para o boxe no futuro

Insatisfeito com os valores que recebe no UFC, o franco-camaronês deu a entender que pode lutar na nobre arte em busca de salários maiores

F. Ngannou (foto) segue com as críticas aos salários pagos pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Em conflito com o UFC, o campeão dos pesados (até 120,2kg) Francis Ngannou usou sua influência para, mais uma vez, criticar os valores pagos pela organização aos seus funcionários. Em entrevista ao site ‘Sports Keeda‘, o franco-camaronês reclamou mais uma vez da bolsa que recebe e indicou uma possível migração para o boxe no futuro.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: Equipe de Jon Jones não perdoa prisão por violência doméstica e expulsa lenda do MMA

LEIA TAMBÉM: Após ser expulso, Jon Jones agradece apoio de equipe em sua carreira e lamenta: ‘É doloroso’

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Bem, MMA é mais difícil do que boxe. Sinto que eu não deveria precisar de dinheiro emprestado para o meu camp de treinamento. Em algum momento, eu vou atrás desse dinheiro. Eu vou para aquele boxe com certeza… Não estou desafiando o sistema, só estou exigindo o meu direito”, afirmou o campeão.

O franco-camaronês conquistou o cinturão em março desse ano ao nocautear Stipe Miocic no UFC 260. Embalado por cinco vitórias seguidas, Ngannou possui um cartel no MMA de 16 triunfos e três reveses e já derrotou nomes como Cain Velasquez, Junior Cigano e Alistair Overeem.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS