Único brasileiro no Bellator 268, Raphael Montini vai mal e acaba finalizado por promessa da organização

Tupiniquim sucumbe à técnica de Jaylon Bates e perde em sua estreia pela companhia no card preliminar

R. Montini (esq.) foi derrotado por J. Bates (dir.) no Bellator 268. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Não foi a noite de Raphael Montini. Único brasileiro no Bellator 268, realizado neste sábado (16), em Phoenix (EUA), o peso galo (até 61,2kg.) não teve sucesso em sua estreia na organização. Diante de Jaylon Bates, ‘cria’ da empresa, o carioca não conseguiu colocar sua estratégia em jogo e acabou finalizado com uma chave de braço ainda no primeiro round.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com o resultado, Montini, além de não conseguir êxito no debute, amplia o mau momento na carreira. Antes do confronto do fim de semana, o brasileiro somava dois tropeços consecutivos e, agora, tem três. A última vitória do tupiniquim aconteceu em maio de 2019.

Considerado uma grande promessa do Bellator, Jaylon Bates voltou a dar show. Depois de passar por Raphael, o combatente, que só atuou profissionalmente pela empresa, manteve sua invencibilidade na carreira e, agora, tem quatro triunfos, com três finalizações.

PUBLICIDADE:

A luta

A luta começou com o brasileiro tomando a iniciativa com um chute baixo. O tupiniquim seguiu mais agressivo e surpreendeu o adversário com uma combinação de socos. Em desvantagem na trocação, Bates foi para as pernas do oponente e tentou levar a disputa para o chão. Pressionado contra as grades, Raphael fazia força para se manter de pé e se defendia como podia. Quase na metade da etapa, Jaylon conseguiu cinturar e derrubou Montini. Restando pouco mais de dois minutos para o fim do assalto, o norte-americano conseguiu chegar às costas e ensaiava um mata-leão. O carioca conseguiu se defender, mas acabou se descuidando ao deixar o braço desprotegido. Jaylon aproveitou o momento e encaixou uma chave, obrigando o brasileiro a bater em desistência.

Promessa dos meio-médios estreia com guilhotina

M. Berkhamov está invicto em 14 lutas como profissional no MMA. Foto: Reprodução/Twitter @BellatorMMA

PUBLICIDADE:

Em sua primeira luta nos Estados Unidos, Mukhamed Berkhamov deixou uma ótima impressão. Estreante na companhia, o lutador passou com facilidade por Jaleel Willis e debutou com o pé direito. Atuando de forma segura, o russo precisou de pouco mais de quatro minutos para finalizar o rival com uma guilhotina.

PUBLICIDADE:

Além da grande estreia, Berkhamov tem mais motivos para comemorar. Com a vitória, o meio-médio (até 77kg.) chegou ao seu 14º triunfo como profissional no MMA. Mukhamed não sabe o que é perder na modalidade.

O tropeço diante do russo encerrou uma sequência de seis resultados positivos na carreira de Willis. O combatente também perde a primeira com as luvas do Bellator.

Estreante vence com chave de calcanhar

N. Browne deu show na sua estreia pelo Bellator. Foto: Reprodução/Twitter @BellatorMMA

Em sua primeira luta como profissional do Bellator, um verdadeiro show de Nick Browne. Adversário de Bobby Lee, o peso leve (até 70,3kg.) deu seu cartão de visitas e chamou a atenção com uma vitória contundente. Mostrando um jiu-jitsu afiado, o combatente superou o rival com uma chave de calcanhar no primeiro round.

Antigo representante do LFA, Browne debutou com o pé direito. Além de uma vitória convincente, o lutador ampliou o bom momento. Agora, o atleta soma cinco triunfos em sequência.

Com o tropeço, a situação de Bobby Lee na companhia se complicou de vez. Ainda sem vencer na empresa, o peso leve completou três reveses em sequência.

Javier Torres vence por pontos e anuncia aposentadoria

J. Torres anuncia a aposentadoria no Bellator 268. Foto: Reprodução/Twitter @BellatorMMA

Uma surpresa no card preliminar. Representante dos médios (até 83,9kg.), Javier Torres teve uma das lutas mais equilibradas do evento, mas conseguiu sair vencedor. Após três rounds disputados contra Gregory Milliard, o mexicano conseguiu convencer dois dos três juízes e faturou a vitória na decisão dividida. Após o anúncio, o atleta de 36 anos anunciou sua aposentadoria como profissional no MMA.

Profissional na modalidade desde 2010, Torres encerra a carreira com 12 resultados positivos em 16 confrontos disputados. O embate contra Gregory marcou o retorno do peso médio ao Bellator após três anos.

Batido no fim de semana, Milliard segue sem vencer na organização. Agora, o combatente tem dois tropeços em sequência.

Lance Gibson Jr. massacra no segundo round

L. Gibson derrotou R. Pina no Bellator 268. Foto: Reprodução/Twitter @BellatorMMA

Atleta dos leves (até 70,3kg.) Lance Gibson Jr. brilhou no cage circular. Promessa da categoria antigamente liderada por Patrício Pitbull, o combatente não teve problemas para superar Raymond Pina. Após um primeiro round movimentado, foi na segunda etapa que o lutador encontrou o nocaute.

Com a vitória, o lutador ampliou sua série invicta para cinco resultados positivos. O combatente não sabe o que é perder como profissional no MMA.

Derrotado no card preliminar, Pina não teve sucesso em sua estreia na companhia. O resultado representa a terceira derrota do lutador nos últimos cinco compromissos.

Sullivan Cauley atropela e mantém invencibilidade

S. Cauley (esq.) derrotou D. Clash (dir.) no Bellator 268. Foto: Reprodução/Twitter @BellatorMMA

Aposta do Bellator nos meio-pesados (até 93kg.), Sullivan Cauley voltou a dar show. Na segunda luta da noite, o atleta protagonizou um massacre contra Deon Clash. Após uma sequência brutal de socos, o combatente chegou ao nocaute no segundo final do primeiro round.

A vitória manteve Cauley com o cartel perfeito. Agora, o combatente soma dois triunfos consecutivos, ambos por nocaute.

Se de um lado Sullivan comemora a série invicta, o mesmo não se pode dizer de Clash. No Bellator 268, o lutador acabou conhecendo a primeira derrota na carreira logo na segunda apresentação.

Esposa de Ben Henderson dá show em estreia

M. Henderson está invicta no MMA amador. Foto: Reprodução/Twitter @BellatorMMA

Em sua segunda luta no MMA amador, Maria Henderson, esposa de Ben, ex-campeão do UFC, deu um verdadeiro show. Com o marido em seu córner, a atleta não tomou conhecimento de Collette Santiago. Atuando de forma segura, a peso mosca (até 56,7kg.) precisou de apenas 40 segundos para finalizar a rival.

Com a vitória, Maria segue invicta em suas apresentações no MMA amador. Agora, a atleta soma dois triunfos consecutivos.

Derrotada no fim de semana, Santiago ampliou o mau momento. A lutadora chegou a três tropeços em sequência e ainda não venceu na modalidade.

Resultado do Bellator 268

CARD PRINCIPAL 

Peso meio-pesado (até 93kg.): Vadim Nemkov finalizou Julius Anglickas com uma Kimura a 4m25s do R4 – Luta pelo cinturão e semifinais do torneio

Peso meio-pesado (até 93kg.): Corey Anderson derrotou Ryan Bader por nocaute técnico a 51seg. do R1 – semifinais do torneio

Peso leve (até 70,3kg.):  Brent Primus derrotou Ben Henderson na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Henry Corrales derrotou Vladyslav Parubchenko na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

CARD PRELIMINAR 

Peso meio-pesado (até 93kg.): Karl Albrektsson derrotou Dovletdzhan Yagshimuradov na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-médio (até 77kg.): Mukhamed Berkhamov finalizou Jaleel Willis com uma guilhotina a 4m05s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Nick Browne finalizou Bobby Lee com uma chave de calcanhar a 1m38s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Javier Torres derrotou Gregory Milliard na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca (até 56,7kg.): Sumiko Inaba finalizou Randi Field com um katagatame a 2m02s do R2

Peso leve (até 70,3kg.): Lance Gibson Jr. derrotou Raymond Pina por nocaute técnico a 1m44s do R2

Peso galo (até 61,2kg.): Jaylon Bates finalizou Raphael Montini com uma chave de braço a 3m49s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Sullivan Cauley derrotou Deon Clash por nocaute técnico a 4m59s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Maria Henderson finalizou Collette Santiago com um mata-leão a 40s do R1

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?