Problema legal pode impedir que estrangeiros atuem no UFC on FOX Sports 1

Jornal noticiou que UFC ignora a obrigação dos lutadores possuírem um número de segurança social provisório

Shogun está na mira de Rashad Evans e James Te-Huna. Foto: Josh Hedges/UFC

M.Shogun (foto) é um dos atletas que precisam do número de segurança social provisório. Foto: Josh Hedges/UFC

Um empecilho legal pode impedir que diversos atletas atuem no UFC on FOX Sports 1, no dia 17 de agosto, em Boston (EUA). Segundo noticiado pelo jornal Boston Herald, uma lei que exige que os lutadores que atuam no estado de Massachusetts possuam um número de identificação de Segurança Social seria a razão das complicações. O brasileiro Maurício Shogun e o holandês Alistair Overeem estão entre os nomes que se enquadram no caso.

É permitido ao atleta, pela Administração de Segurança Social, obter um número temporário para ter sua atuação regulamentada. Porém, há a exigência de um período de carência de dez dias, e mesmo assim não há a garantia absoluta de que os lutadores sejam liberados para o evento.

“Essa lei já existe desde que o MMA foi legalizado em Massachusetts. Chamamos a atenção do UFC diversas vezes desde que se legalizou a luta aqui. Mas eles escolheram, basicamente, ignorar a lei e esperar que possam contornar isso de alguma forma”, disse Terrell Harris, porta-voz do Departamento de Estado de Segurança Pública ao jornal, em declaração reproduzida pelo site MMA Junkie.

O UFC on FOX Sports 1 marca o início da série de eventos do Ultimate no novo canal do grupo de mídia que é seu parceiro nos Estados Unidos. A noite de luta está programada para acontecer no dia 17 de agosto, no TD Garden, em Boston (EUA). Na luta principal da noite, o brasileiro Maurício Shogun encara o falastrão norte-americano Chael Sonnen.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments