Dos Anjos diz que ‘tirou o pé do acelerador’ e critica treinadores de Renato Moicano no UFC 272

Ex-campeão dos leves (até 70,3kg.), brasileiro revela ter pensado que os corners do compatriota parariam a luta

Rafael dos Anjos (esq.) aplica lindo chute em R. Moicano (dir.). Foto: Reprodução / Twitter @ufc_ca

Rafael dos Anjos saiu vencedor do UFC 272 no último sábado (5) no combate diante de Renato Moicano, depois de dominar cinco rounds com intensidade e ritmo agressivo. E, por isso, o ex-campeão admite que ‘tirou o pé do acelerador’ no quinto round, mas criticou os treinadores por ainda deixarem seu adversário competir.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Fiquei surpreso que a luta não tenha parado. Eu disse aos meus corners que, do quarto para a quinto round, os treinadores iriam parar. Eles não fizeram isso e meus treinadores sugeriram que eu não corresse nenhum risco, porque ele iria para o tudo ou nada. Mas isso é algo que eu não consigo fazer, pois é meu estilo. Se eu tentar fazer diferente, não luto bem”, disse dos Anjos em entrevista ao ‘The MMA Hour’.

E não para por aí. Segundo Dos Anjos, os treinadores de Moicano poderiam ter jogado a toalha para evitarem que o compatriota apanhasse mais no quinto round.

PUBLICIDADE:

“Isso me deixa maluco, pois eu vejo os caras no boxe. Os treinadores jogam a toalha, param a luta. Mas não vemos isso no MMA. Acho que, por causa das luvas pequenas, os treinadores pensam: ‘Ele vai dar um soco da sorte e terminar a luta’. Mas acho que os treinadores deveriam estar mais atentos, conhecer seus lutadores”, finalizou.

Em confronto brasileiro, Dos Anjos superou Moicano na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-44,50-44). Durante a luta, ele recebeu duras cotoveladas por baixo. O médico do Ultimate chegou a avaliá-lo, mas permitiu que o atleta chegasse até o final do combate.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276