Shogun descarta aposentadoria: ‘Quem decide quando vou parar sou eu’

Brasileiro se manifestou por meio de nota oficial após a derrota para Chael Sonnen

M.Rua (foto) chegou a um retrospecto negativo no UFC pela primeira vez desde sua estreia. Foto: Josh Hedges/UFC

M.Rua (foto) voltou a ter um retrospecto negativo no UFC pela primeira vez desde sua estreia. Foto: Josh Hedges/UFC

Muito se falou sobre o futuro de Maurício Shogun depois de sua derrota para Chael Sonnen, na luta principal do UFC Fight Night 26, no último sábado (17). Após o mau resultado, o próprio atleta se manifestou, por meio de nota oficial divulgada por sua assessoria de imprensa, e fez questão de descartar a hipótese de se aposentar e reforçou seu amor pelo esporte.

“Tenho 11 anos de carreira no MMA/Vale-Tudo e sou realizado como atleta, ganhei tudo o que sempre quis. Realizei todos os meus sonhos, e se ainda luto é porque quero revivê-los. Quero ainda muitas vitórias e me tornar campeão mundial de novo. Quem decide quando vou parar sou eu, mais ninguém. Graças a Deus sou estabilizado financeiramente, e hoje luto porque amo. Sou um cara muito competitivo, que odeia ser derrotado. Sei que fiz tudo o que deveria ter feito na preparação, mas o Sonnen foi melhor na luta, méritos dele.”, diz um trecho da declaração.

Com apenas 31 anos, Maurício Shogun é ex-campeão dos meio-pesados do UFC e conquistou o título do GP dos médios do PRIDE em 2005. O curitibano possui um cartel de 21 vitórias e oito derrotas. Em onze lutas pelo Ultimate, Shogun venceu cinco e perdeu seis, incluindo as duas últimas – para Sonnen e, anteriormente, Gustafsson.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments