Ex-campeão do UFC, Fabrício Werdum indica aposentadoria do MMA, mas abre portas para o boxe

O ex-campeão peso pesado definiu como 'muito difícil' a chance de voltar a lutar MMA, mas deixou portas abertas para a nobre arte

F. Werdum em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Ex-campeão peso pesado (até 120,2 kg) do UFC, Fabrício Werdum pode ter dado adeus ao MMA profissional. Após quase 20 anos de carreira, o “Vai Cavalo” revelou, em entrevista ao site “Ag. Fight”, que não deve mais competir no esporte.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Na entrevista, Fabrício Werdum apontou o tempo longe da família como um dos principais fatores para tomar a decisão, que ainda que não seja definitiva, é muito provável. O gaúcho voltou a morar no Brasil após deixar o UFC, em 2020, mas continuou treinando nos Estados Unidos para lutar na PFL.

“É meio complicado para um lutador dizer isso depois de 24 anos lutando. Comecei aos 20 e estou com 44. Até minha mulher fica me dizendo para eu falar que me aposentei, que parei. Eu digo que não vou falar. Mas falando em MMA, acho difícil eu voltar porque é uma dedicação a mais, tenho que ficar de dois a três meses nos Estados Unidos, estou morando no Brasil há um ano e três meses”, admitiu Werdum.

PUBLICIDADE:

Se por um lado um retorno para uma luta de MMA parece cada vez mais distante, Fabrício Werdum não fecha as portas para um desafio no boxe ou para “uma proposta de outro mundo”.

“Se rolar uma luta de boxe, uma super luta, eu lutaria. Tem uma dedicação? Tem, mas não como no MMA. O MMA é muito complexo, são várias modalidades, é o dia inteiro treinando. Teria que ser uma proposta de outro mundo para eu voltar. Resumindo, lutaria sim uma luta de boxe, mas MMA não”, revelou.

A última vez que Fabrício Werdum entrou em exibição foi em maio de 2021, quando estreou na PFL em luta polêmica contra o compatriota Renan Problema. Na ocasião, Werdum encaixou um triângulo em Renan, que teria “batido”. Após “Vai Cavalo” soltar o golpe, o árbitro não interrompeu e o ex-campeão do UFC acabou nocauteado na sequência. Posteriormente, o resultado da luta foi alterado para “No Contest”.

PUBLICIDADE:

De acordo com o Werdum, a polêmica luta contra Renan Problema foi outro fator determinante para pensar em pendurar as luvas.

“Depois que aconteceu aquela polêmica na PFL, que o (Renan) Ferreira bateu, nunca falou que bateu, mas a gente viu que ele bateu. Isso me desmotivou muito. Tudo que fiz na minha vida, ficando longe da família, me dedicando, ficando meses longes. Nesse último camp nos Estados Unidos senti muito isso. Aí deu a polêmica, ficou naquele ‘No Contest’. Isso me desmotivou muito. Fiquei um ano sem treinar. Depois de tantos anos longe da família, por que eu tenho que fazer tudo isso de novo? Não preciso disso. Graças ao meu esforço, fui campeão e fiz o ‘pé de meia’ para a família”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Caso realmente opte por se aposentar, Fabrício Werdum deixa o MMA profissional como ex-campeão do UFC e um dos grandes pesos pesados da história com um cartel de 24 vitórias, nove derrotas, um empate e um “No Contest”

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276