Às vesperas do UFC 273, Mackenzie Dern revela preocupação em ficar abaixo do peso limite da categoria

Com falhas constantes em pesagens, a lutadora brasileira assumiu o medo de entrar muito debilitada para o duelo contra Tecia Torres no próximo sábado (09)

M. Dern vem de quatro vitórias consecutivas no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

O extenso histórico de falhas em pesagens, deixou a brasileira Mackenzie Dern com medo de acontecer um ‘efeito reverso’ em sua próxima luta pelo Ultimate. Escalada para o UFC 273 do próximo sábado (09), a peso palha (até 52,2kg) revelou que agora está preocupada em ficar muito abaixo do limite da categoria e chegar debilitada para o duelo contra a norte-americana Tecia Torres.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Meu problema era, por tudo que passei ao não bater o peso, todas as críticas e comentários negativos, eu comecei a ter medo de acontecer novamente. Na minha última luta, contra Marina Rodriguez, eu pesei 51,9kg na véspera, e 52,6kg no dia da luta. Eu deveria estar mais pesada que isso, mas ficava pensando: ‘Não vou comer nada, tenho que bater o peso’. Eu tinha que ter tido mais calma, não me preocupar, porque iria conseguir. Era meio que um trauma”, disse Mackenzie.

A atleta tupiniquim revelou que está cuidando dessa questão durante o seu camp de treinamento e contou que deve subir ao octógono no UFC 273 em uma forma física melhor do que dos seus últimos combates.

PUBLICIDADE:

“Nesse camp estou trabalhando em manter meu peso mais alto e sob controle: ‘Fica tranquila, Mackenzie, você consegue. Não precisa ter medo, você está pronta’. Mas é difícil eu conseguir relaxar por tudo que eu sofri com tantos cortes de peso nas costas. Eu tenho muito medo. Mas nesse corte de peso eu não quero ir para a luta com 52,6kg. Quero subir no octógono com 56,7kg, estar um pouco mais forte. Agora eu dominei meus traumas e aprendi. Para a luta contra a Tecia Torres eu vou estar realmente forte e muito melhor que na minha última luta, contra Marina Rodriguez”, finalizou Dern.

Número cinco do ranking dos palhas, Mackenzie vinha embalada por quatro triunfos consecutivos mas foi freada pela gaúcha Marina Rodriguez, em outubro de 2021. A atleta tupiniquim possui um cartel de 11 triunfos e dois reveses no MMA profissional.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano