Júnior Cigano faz alerta para Tyson Fury e lança desafio por embate com regras mistas; entenda

Brasileiro, que já foi campeão do UFC, revelou interesse em 'receber' pugilista com luta que mescla boxe e clinches

J. Cigano estreia no ‘Eagle FC’ em 20 de maio, contra Y. de Castro. Foto: Reprodução/Instagram

Sem atuar desde dezembro de 2020, quando perdeu para Ciryl Gane em sua última luta pelo UFC, Júnior Cigano trabalha para o confronto contra Yorgan de Castro no evento de Khabib Nurmagomedov, Eagle FC. Porém, o brasileiro segue atento às possibilidades de se testar no boxe e está disposto a medir forças contra Tyson Fury em regras mistas.

PUBLICIDADE:

Veja Também

277999256_352302953628304_5148115889021389967_n

“É difícil dizer, claro, que no boxe ele é ótimo, mas não acho que ele se sairia muito bem no MMA. Eu o desafio a vir para Triad (Combat) ou Triller, para fazer nosso estilo de luta que é boxe com clinches. Isso é algo diferente no que ele faz. Acho que seria melhor para ele”, disse Cigano em entrevista ao ‘SunSport’.

Cigano, em seguida, justificou o receio de ver Fury no MMA. Segundo o ex-campeão peso pesado (até 120,2kg.) do UFC, o pugilista nunca treinou jogo de chão e, por isso, não teria chances contra grandes nomes da organização.

PUBLICIDADE:

“Se ele (Tyson Fury) for direto para o MMA ele não tem muitas chances, porque ele não conhece nenhum jogo de chão ou de grappling, então seria muito difícil para ele ter sucesso. Mas no Triad ele tem chances porque a maior parte da luta é boxe. Como fã de boxe eu o admiro e acho que ele é um grande campeão”, finalizou.

Tyson Fury tem sido ventilado para fazer grandes lutas na ‘nobre arte’ contra atletas do Ultimate. Francis Ngannou, que é atual campeão até 120,2kg., vive imbróglio com a organização e já demonstrou que pode abdicar de seu cinturão no futuro para ser liberado ao duelo.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276