Após vitória no UFC Vegas 51, Muhammad foca em Edwards e cogita lutas contra Covington e Edwards

Após derrotar Vicente Luque, norte-americano já faz planos e cita três nomes para seu futuro nos meio-médios

B. Muhammad em entrevista pós-UFC Las Vegas 51. Foto: Reprodução/YouTube

Depois de expressiva vitória sobre Vicente Luque por pontos na luta principal do UFC Las Vegas 51 deste sábado (16), Belal Muhammad já está de olho em suas possibilidades na divisão dos meio-médios (até 77kg.). Em entrevista pós-evento, o lutador surpreendeu ao mirar em Leon Edwards, que teria um acordo verbal para encarar Kamaru Usman pelo cinturão da divisão.

PUBLICIDADE:

Veja Também

278658043_397950062183867_2282792218569843766_n

“Existe muitos caras acima de mim (no ranking) que não têm lutas marcadas. Eu não tenho certeza de que Leon (Edwards) tenha um combate, pois muitos falam que ele vai enfrentar Usman. Mas Usman não está pronto ainda. Então, eu não sei se Edwards consegue esperar até setembro ou outubro. Acho que seria uma luta que faria sentido para mim”, surpreendeu Muhammad.

Os dois lutadores se enfrentaram em março de 2021, mas a luta acabou sem resultado após o norte-americano receber um dedo no olho. Caso não consiga enfrentar Edwards e o inglês realmente dispute o título em sua próxima apresentação, Belal acredita que também pode conseguir um confronto contra Colby Covington e Khamzat Chimaev. O norte-americano, inclusive, já havia dito o nome do ‘Caos’ ao vencer no UFC Vegas 51.

PUBLICIDADE:

Outros dois caras que estão acima de mim no ranking e ganhando agora são Khamzat (Chimaev) e Colby (Covington). Nenhum deles está com luta marcada agora. Se o combate pelo título acontecer lá para julho, eu quero estar no card. Com a ‘sorte’ de Leon (Edwards), seus embates são cancelados todos os dias. Então, eu não sei se ele vai lutar em breve”, completou.

Belal Muhammad vive o auge de sua carreira. Veterano na organização, o norte-americano está em uma sequência de sete vitorias e uma luta sem resultado nas últimas oito lutas. Na carreira, ele atualizou seu histórico para 21 resultados positivos, três negativos e um ‘no contest’.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano