Após vitória sobre Luque no UFC Las Vegas 51, Belal sobe e entra no top 5 dos meio-médios

Com o resultado do UFC Las Vegas 51, Belal Muhammad trocou de posição com o brasileiro, que caiu para a sexta colocação

278658043_397950062183867_2282792218569843766_n

B. Muhammad comemora vitória no UFC Las Vegas 51 (Foto: Instagram/UFC)

A luta principal do UFC Las Vegas 51, que terminou com vitória de Belal Muhammad sobre Vicente Luque, causou uma pequena, porém importante mudança na hierarquia dos meio-médios (até 77 kg). O norte-americano com ascendência palestina “roubou” a posição do brasileiro, garantindo a última vaga do top 5 da divisão, enquanto o “Assassino Silencioso” caiu para a sexta posição.

PUBLICIDADE:

Belal Muhammad entra no top 5 da divisão embalado por uma sequência impressionante. A vitória sobre Vicente Luque, no último sábado (16), foi a terceira consecutiva do norte-americano, que não perde há oito lutas, desde janeiro de 2019, tendo sete triunfos e uma luta sem resultado neste período.

Outra mudança significativa gerada pelo UFC Las Vegas 51 se deu na divisão peso galo (até 61,2 kg) feminina. A sueca Pannie Kianzad ganhou duas posições no ranking ao derrotar a compatriota Lina Lansberg em duelo sangrento. Além de Lansberg, Kianzad deixou para trás na lista também a norte-americana Macy Chiasson.

PUBLICIDADE:

A última atualização do ranking do UFC, realizada na manhã desta terça-feira (19), apresentou também movimentações entre atletas que não lutaram no final de semana. No peso galo masculino, a sensação galesa Jack Shore, invicto no MMA, surgiu na décima quinta colocação, tirando o brasileiro Raphael Assunção da lista.

No ranking peso por peso masculino, Jon Jones caiu mais uma posição e é o oitavo colocado, sendo ultrapassado por Dustin Poirier. Além disso, o atual campeão peso galo Aljamain Sterling ultrapassou o ex-campeão dos pesados (até 120,2 kg) Stipe Miocic e assumiu a décima primeira colocação.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano