Com interrupção polêmica, Juliana Velasquez é derrotada por Liz Carmouche e perde cinturão no Bellator 278

Brasileira acabou derrotada por nocaute técnico no quarto round em interrupção controversa do árbitro Mike Beltran

L. Carmouche derrotou J. Velasquez e conquistou o cinturão peso mosca (Foto: Reprodução/Instagram)

O cinturão peso mosca (até 56,7 kg) do Bellator tem nova dona. Na luta principal da edição de número 278 do evento, nesta sexta-feira (22), Juliana Velasquez enfrentou Liz Carmouche e acabou derrotada por nocaute técnico no quarto round após interrupção polêmica do árbitro Mike Beltran.

PUBLICIDADE:

Na reta final do quarto round, Carmouche conseguiu colocar a luta para baixo, travar os braços da brasileira em uma posição de crucifixo e soltar golpes sem muita contundência no “ground and pound”. Para Mike Beltran, o ataque da norte-americana foi suficiente para interromper a luta e consagrar a norte-americana como nova campeã da divisão.

Indignada, Juliana Velasquez reclamou bastante do resultado ainda em cima do cage, afirmando que Liz Carmouche sequer havia a acertado. A brasileira perde o cinturão após uma defesa bem sucedida.

PUBLICIDADE:

A LUTA

Sem tocar luvas com Juliana Velasquez, Liz Carmouche começou a luta buscando pressionar a campeã, que se manteve concentrada. O primeiro golpe limpo foi da brasileira: um direto no rosto da norte-americana. Carmouche soltou dois chutes baixos e encurtou a distância, mas recebeu o contragolpe de Velasquez. Em mais uma investida da norte-americana, a campeã conseguiu conectar um bom cruzado antes de ser atingida por uma combinação da desafiante. Liz Carmouche continuou investindo nos chutes na base de Juliana até o final do primeiro round.

Logo nos primeiros instantes do segundo round, Juliana Velasquez conectou um ótimo direto de esquerda no rosto de Liz Carmouche, que foi a knockdown, mas rapidamente se levantou. Após sentir a mão da campeã, a norte-americana atacou em queda e conseguiu colocar Juliana para baixo. Sentada e com as costas apoiadas na grade, Juliana Velasquez tinha dificuldade para se levantar, mas ao mesmo tempo neutralizava as ações da norte-americana, que apenas mantinha a posição. Após dois minutos no chão, a brasileira conseguiu se levantar, mas Carmouche manteve a pressão no clinch e desferiu alguns pisões no pé da brasileira. Na reta final do assalto, foi Juliana Velasquez quem conseguiu colocar Liz Carmouche para baixo e terminar o round em posição de superioridade.

PUBLICIDADE:

No início do terceiro round, Liz Carmouche voltou a explorar os chutes na perna de Juliana Velasquez. A norte-americana soltou uma sequência de cinco golpes, mas todos no vazio, enquanto a brasileira contragolpeou com mais um bom golpe de esquerda. Carmouche tentou um chute na linha de cintura da campeã, que conseguiu travar a perna da rival e respondeu com um cruzado. A brasileira conectou mais dois diretos limpos de esquerda. Carmouche novamente conseguiu colocar a luta para baixo, mas recebeu duras cotoveladas de baixo para cima de Juliana.

PUBLICIDADE:

Juliana Velasquez iniciou o quarto round colocando pressão para cima de Liz Carmouche. Ainda nos primeiros segundos, a campeã conectou outro direto de esquerda e novamente levou a desafiante à lona. Carmouche se recuperou rapidamente, levantou e levou a brasileira para o clinch. De volta ao centro do cage, Ju Velasquez conectou um direto de esquerda na linha de cintura da norte-americana. Carmouche tentou uma investida displicente e recebeu um bom contragolpe da campeã. No minuto final, a norte-americana conseguiu uma bonita queda, travou os braços da brasileira em posição de crucifixo e aplicou o “ground and pound”, até a interrupção do árbitro.

Em luta movimentada, Enrique Barzola bate Nikita Mikhailov e se classifica no torneio dos galos

E. Barzola superou N. Mikhailov no Bellator 278 (Foto: Instagram/Bellator)

Na segunda luta válida pelo torneio do peso galo (até 61,2 kg) do Bellator 278, Enrique Barzola superou Nikita Mikhailov na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27). Em duelo extremamente movimentado e dinâmico, o peruano demonstrou muita técnica e vigor físico para superar o russo, que por sua vez também teve boa performance e demonstrou ótima capacidade para escapar de finalizações bem encaixadas.

Com a segunda vitória em sua segunda luta no cage do Bellator, Enrique Barzola garante vaga nas quartas de final do GP dos galos, quando enfrenta outro russo: Magomed Magomedov.

Nikita Mikhailov sofreu a primeira derrota na organização. O russo, que não era derrotado desde julho de 2017, vinha de cinco vitórias seguidas na carreira, duas delas no cage circular.

Danny Sabatello não toma conhecimento de Jornel Lugo e avança no GP dos galos

D. Sabatello (dir) dominou J. Lugo no Bellator 278 (Foto: Instagram/Bellator)

A primeira luta do novo torneio do peso galo (até 61,2 kg) do Bellator apresentou um passeio de Danny Sabatello para cima de Jornel Lugo. Irreverente, o “Gangster Italiano” não tomou conhecimento do adversário, dominou os três rounds e saiu vitorioso na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-26). Com a vitória, Sabatello avança para as quartas de final do torneio da divisão e enfrenta o brasileiro Leandro Higo.

A vitória sobre Jornel Lugo foi a sexta consecutiva de Danny Sabatello, que não perde desde dezembro de 2019. O norte-americano de ascendência italiana tem agora 12 vitórias e apenas uma derrota na carreira.

Do outro lado, Jornel Lugo perdeu a invencibilidade na carreira. O “A1” entrou no cage circular com um cartel perfeito de oito vitórias.

Grant Neal domina e supera Christian Edwards na decisão dos juízes

G. Neal superou C. Edwards no Bellator 278 (Foto: Instagram/Bellator)

Na segunda luta do card principal, Grant Neal superou Christian Edwards na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27). O nono colocado do ranking dos meio-pesados (até 93 kg) usou e abusou do jogo de quedas para dominar a luta e sair com a vitória.

Grant Neal se recuperou da única derrota da carreira, sofrida em sua última luta, contra Alex Polizzi, em setembro de 2021, e soma agora sete vitórias na carreira, seis delas no cage do Bellator.

Após vencer as cinco primeiras lutas da carreira (todas no Bellator), Christian Edwards amarga agora a segunda derrota consecutiva.

Luis Muro bate Nate Andrews em luta morna na abertura do card principal

L. Muro (esq) superou N. Andrews (dir) no Bellator 278 (Foto: Instagram/Bellator)

Na abertura do card principal do Bellator 278, disputada em peso casado (até 72,5 kg), Luis Muro derrotou Nate Andrews na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28). Após receber um bom golpe no primeiro round, Muro partiu para uma luta estratégica e fez o suficiente para sair com a vitória na visão de dois dos três juízes.

Com o triunfo, “Manny” Muro se recupera da derrota sofrida para Usman Nurmagomedov, em julho de 2021, e consegue a terceira vitória em quatro lutas no Bellator.

Do outro lado, Nate Andrews ainda busca a primeira vitória no cage circular. “A Cobra”, como é conhecido o norte-americano, sofreu a terceira derrota consecutiva na carreira.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276