Do Bronx provoca McGregor após mudança de postura do irlandês sobre desafio por cinturão dos leves

Brasileiro ironiza decisão do ‘Notório’ mudar alvo para Kamaru Usman, e manda conselho ao ex-campeão

No topo dos leves (até 70,3kg.) do Ultimate há cerca de um ano, Charles do Bronx ironizou a mudança de postura de Conor McGregor sobre o desafio por uma disputa de cinturão. Fora dos novos planos do ‘Notório’, pelo menos momentaneamente, o campeão provocou a atitude do irlandês, que voltou suas atenções a Kamaru Usman. Em entrevista ao SUPER LUTAS, o paulista questionou a posição da lenda do MMA.

PUBLICIDADE:

Veja Também

1651245078894722

“Isso se chama medo. Se eu fosse empresário McGregor, iria pensar muito bem em quem será o próximo adversário dele, pela sequência de derrotas. Ia escolher um cara que fosse só um trocador de porrada, sem wrestling ou jiu-jitsu. Seria uma luta 50% a 50%. Ele pensou muito bem: ‘não vou fazer jiu-jitsu com o Charles. Ele vai me colocar para baixo e amassar minha placa’. Me esqueceu e foi para o foco de cima”, descreveu Do Bronx.

Campeão dos leves desde maio da temporada passada, Do Bronx não está convencido de que a alternativa de Conor tenha sido a melhor saída. O brasileiro reforçou as qualidades de Kamaru Usman, líder dos meio-médios (até 77kg.), que tem brilhado a cada apresentação.

PUBLICIDADE:

“Também acho que é loucura (enfrentar Usman). Kamaru Usman é um cara que tem a mão muito pesada, um wrestling muito bom, malandro. É burrice”, explicou.

Por fim, Do Bronx ainda não descartou totalmente um eventual confronto contra McGregor. O paulista garantiu que, caso seja o desejo do ‘Notório’, topa o compromisso em qualquer divisão.

PUBLICIDADE:

“Se ele quiser essa luta ainda, estou aqui. 77kg., 73kg., 84kg., não importa, não faz diferença. Já foi o tempo que eu ficava correndo atrás do McGregor. Hoje, se ele quiser vir, estou aqui. Falou para cara*** e, quando viu que não estava bom para ele, mudou o foco”, encerrou.

PUBLICIDADE:

Mesmo com o desejo de medir forças com Conor, Do Bronx está próximo de sua nova defesa de cinturão. O brasileiro busca o segundo êxito em 7 de maio, quando encara Justin Gaethje na luta principal do UFC 274.

Podcast #63: Blachowicz merece enfrentar Glover pelo cinturão do UFC? Lyoto perde no Bellator e se complica