Yorgan de Castro volta atrás e pede desculpas por ‘comemorar’ lesão de Júnior Cigano no Eagle FC 47

Após sair com os 'braços erguidos', lutador relembra momento de lesão e elogia o brasileiro

Y. de Castro (foto) venceu J. Cigano no Eagle FC. Foto: Reprodução/Instagram @eaglefcmma

Vencedor na luta principal do Eagle FC 47, evento realizado no último sábado (20), Yorgan de Castro foi criticado nas redes sociais por ‘exagerar’ na comemoração de vitória sobre Júnior Cigano após lesão no ombro. Porém, em entrevista pós-evento, o cabo-verdiano pediu desculpas ao brasileiro e explicou a situação.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu peço desculpas por comemorar depois da luta. Eu fiquei feliz e gritei. Eu não gritei porque ele se lesionou. Eu respeito muito esse lutador (Júnior Cigano). Olhe para ele, é um grande ser-humano. Não somente um grande lutador, mas grande ser-humano, também. Nós fizemos uma grande luta e eu estava motivado por enfrentá-lo. Eu não olhei a parte dele, apenas minha parte. Não tenho absolutamente nada contra ele. Eu peço desculpas por comemorar e espero que esteja tudo ok com ele”, disse De Castro.

Yorgan ainda ‘reviveu’ o momento da lesão de Cigano. Ele afirma que, após proteger de um golpe, ouviu um barulho no ombro do brasileiro e decidiu por avisar o árbitro do que havia acontecido.

PUBLICIDADE:

“Ele me deu um jab no corpo e eu bloqueei de esquerda. E, quando ele me tocou, eu senti o barulho. E foi ele que havia me batido. Então, eu olhei e ele estava de lado. Eu poderia ter ido para cima e nocauteado, mas preferi por avisar o árbitro que ele havia se lesionado”, concluiu.

Aos 34 anos, Yorgan de Castro vive seu melhor momento desde que saiu do UFC, em 2021. Profissional desde 2017, o lutador soma um retrospecto de nove resultados positivos e três negativos na carreira.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276