Alan Nuguette comemora estreia em Barueri e diz que ‘lutaria só com o ombro’ para vencer

Feliz com a estreia no UFC, brasileiro comentou o nocaute diante de Garett Whiteley no UFC Fight Night 29, em Barueri

A. Nuguette (foto) comemora estreia com vitória no UFC. Foto: SUPER LUTAS

A. Nuguette (foto) comemora estreia com vitória no UFC. Foto: SUPER LUTAS

Responsável por abrir o programa de lutas do UFC Fight Night 29, evento que aconteceu na última quarta-feira (09), em Barueri, Alan Nuguette não se intimidou com a pressão. O brasileiro, que fazia sua estreia na organização, precisou de pouco mais de três minutos para nocautear Garett Whiteley e debutar no octógono com vitória.

Após o triunfo, Nuguette não escondeu a felicidade pelo resultado. Sorrindo durante todo o tempo em sua passagem pela sala de imprensa, o atleta da X-Gym falou que lutaria apenas com o ombro, mas não desistiria da peleja em casa.

“Eu entrei para ganhar. Se ele me pegasse no braço, no pé eu não ia bater de jeito nenhum. Ele podia levar pra casa que não ia bater. Se ele pegasse um braço, eu ia lutar com o outro. Se pegasse o outro eu ia lutar com as duas pernas, se pegasse as pernas eu ia lutar com o ombro. Eu só saia dali com a vitória”, disse Nuguette, que analisou o golpe que decidiu a luta.

“Eu estou pronto para lutar 15 minutos, mas a oportunidade que tenho vou para ganhar a luta. Eu não vou para ganhar round a round, vou para matar ou morrer. Então se der para acabar no primeiro, se não der com sede para o segundo”, afirmou Alan, que analisou que decretou o final da luta.

“Acho que ele (Whiteley) viu os meus vídeos e pensou que eu queria finalizar, mas a gente trabalha a mão. Eu fiz o igual ao Jaca (Ronaldo Jacaré) fez com o Okami e surpreendi ele”,completou.

Esbanjando simpatia, o lutador fez elogios  aos treinos com outras feras do UFC na equipe X-Gym. “Você sai na mão com o Jacaré, olha para um lado Erick Silva, olha para o outro Paulo Thiago, Marcelo Guimarães, Feijão. Eu nunca vou ter uma pressão na categoria igual tenho na academia”, disse o empolgado Alan, que mira no retorno em breve.

“Estou igual a musica do Naldo. ‘Cada vez eu quero mais…’ pode me colocar para lutar amanhã”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário