AO VIVO

Acompanhe a PFL 5 2022, com esquadrão brasileiro em ação

VÍDEO: Trabalhando como segurança, ex-rival de Tyson no boxe leva ‘baderneiro’ a nocaute em restaurante

Antigo campeão britânico na ‘nobre arte’, Julius Francis apaga indivíduo, interrompendo princípio de confusão

Ex-campeão de boxe leva indivíduo a nocaute em restaurante. Foto: Reprodução/Twitter @gloryglorytott

Antigo campeão britânico de boxe e ex-adversário de Mike Tyson na ‘nobre arte’, Julius Francis, de 57 anos, foi notícia. Trabalhando como segurança em um restaurante em Wembley (INGL), o ‘gigante’ interrompeu um princípio de confusão de forma brutal. Para impedir maiores problemas com um indivíduo que, aparentemente, tumultuava uma das sedes do ‘BOXPARK’, o pugilista fez uso da força bruta e levou o ‘baderneiro’ a nocaute imediato.

PUBLICIDADE:

Nas imagens divulgadas pelo perfil ‘gloryglorytott’ (veja abaixo), é possível notar o início da altercação. Em um primeiro momento, Francis sequer está envolvido no tumulto. Antes do desfecho, é possível notar que o indivíduo tenta agredir uma das pessoas que buscam manter a calma.

Veja Também

A sequência é devastadora. O ‘baderneiro’ se aproxima de Julius e, antes que pudesse efetuar qualquer ação, é atingido com um cruzado limpo no rosto. Com o golpe, a ‘vítima’ vai a nocaute imediato. De acordo com a polícia local, nenhuma prisão foi efetuada.

PUBLICIDADE:

Antigo campeão britânico de boxe, Francis lutou no boxe profissional entre 1993 e 2006. Em 2000, o inglês dividiu o ringue com o lendário Mike Tyson e, no confronto, acabou nocauteado no segundo round. Em sua trajetória na ‘nobre arte’, o ‘gigante’ acumulou 48 apresentações, somando 23 vitórias, 24 reveses e um empate.

Depois do fim de sua carreira no boxe, Julius decidiu se aventurar no MMA. Na modalidade, o atleta teve uma apresentação, no Cage Rage 23, em 2007. A tentativa de sucesso, porém, acabou não sendo positiva, já que o veterano foi nocauteado por Gary Turner.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano