Derrota para Velasquez rende suspensão médica por tempo indeterminado a Cigano

Brasileiro precisará ser avaliado por um otorrinolaringologista antes de voltar aos treinamentos

Velasquez castiga Cigano na luta principal do UFC 166. Foto: Josh Hedges

Velasquez castiga Cigano na luta principal do UFC 166. Foto: Josh Hedges/UFC

O brasileiro Junior Cigano foi suspenso por tempo indeterminado após a derrota para Cain Velasquez no UFC 166, no último sábado (19). De acordo com a Comissão Atlética do Texas, que regulamentou o combate, Cigano só poderá retornar aos treinamentos após apresentar um laudo médico de um otorrinolaringologista.

Mas não foi só o brasileiro que foi avaliado em situação médica crítica pela entidade. Mesmo com a vitória dominante e a defesa do cinturão, Cain Velasquez também não escapou de uma suspensão. O campeão dos pesos pesados está afastado até 18 de abril do ano que vem, sob suspeita de uma fratura na mandíbula.

Outro que também precisará passar por uma avaliação médica é Tim Boetsch. O norte-americano, que venceu C.B. Dollaway no evento. Boetsch sofreu dois golpes acidentais no olho e precisará da liberação de um oftamologista antes de retornar aos treinos. Já Shawn Jordan, nocauteado por Gabriel Napão, também vai ficar parado por tempo indeterminado. Os demais atletas que participaram da noite de lutas receberam suspensões menores e vão ficar afastados, no máximo, até os primeiros dias de 2014.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments