Lucas Mineiro quer voltar ao UFC em Jaraguá do Sul

Após lesão que o tirou do UFC em Goiânia, lutador quer estar 100% para primeiro evento no Brasil em 2014

L. Mineiro mira em retorno no evento do UFC em Jaraguá do Sul

L. Mineiro mira em retorno no evento do UFC em Jaraguá do Sul

O ano de 2013 vai ficar para sempre na memória de Lucas Mineiro. Foi nesta temporada que sua vida mudou completamente, com duas vitórias expressivas em três lutas no UFC, que o alçaram ao status de grande promessa brasileira na categoria de galos (até 61kg), outra novidade na carreira. O quarto compromisso seria neste sábado, 9 de novembro, contra Johnny Eduardo, no UFC Fight Night 32, em Goiânia, mas uma lesão no polegar esquerdo não recuperada depois da vitória em outubro, sobre Ramiro Hernandez, o tirou de ação.

Lucas já começou com as sessões de fisioterapia, que podem durar até seis semanas. Ao término de cada semana, ele passará por uma consulta para ver se o objetivo semanal de recuperação foi alcançado. Apesar de o momento ser de cautela, Lucas já faz planos para 2014, como por exemplo, de mais uma luta no Brasil. Se possível no palco onde conquistou sua primeira vitória no UFC.

“Eu quero que a minha volta ao octógono seja em casa, quero lutar no UFC Fight Night em Jaraguá do Sul, quero receber o apoio e a energia do público, ver a minha família lá e dar mais um passo para ter uma carreira vitoriosa e duradoura no UFC. Lutar no Brasil vai ser ótimo para começar o ano com o pé direito, e, mais do que isso, para iniciar o meu objetivo do ano, que é o Top 10 da categoria. Essa vai ser a minha meta para 2014”, afirma Mineiro.

Com a euforia do ano de estreia já no passado, Lucas sabe que agora a responsabilidade para responder às expectativas será ainda maior em 2014.

“Esse ano foi espetacular e tenho certeza de que vou guardar todos os momentos, acontecimentos e aprendizados desse primeiro ano de UFC. A primeira luta não teve o resultado que eu esperava, mas a volta por cima veio com a descida de categoria e com as boas vitórias. Estou cada vez mais confiante de que acertamos nessa escolha e agora é procurar novos objetivos”, conclui o atleta, dono de cartel com 14 vitórias e uma derrota, em sua estreia no UFC, contra Edson Barboza, quando foi chamado com menos de uma semana de antecedência para o combate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments