Após cinco anos, Daniel Cormier revela que ainda guarda mágoas por derrotas para Jon Jones: ‘Ele é um trapaceiro’

Derrotado duas vezes pela lenda do MMA, 'DC' não escondeu a frustração pelos reveses mas fez duras críticas as falhas por doping da lenda do MMA

D. Cormier e J. Jones se enfrentaram duas vezes no UFC (Foto: Reprodução/Facebook UFC)

Quase cinco anos após a segunda luta com Jon Jones, Daniel Cormier revelou que ainda guarda mágoas das duas derrotas sofridas e criticou pesadamente o seu rival por ter sido pego no doping depois do segundo embate. Em entrevista ao ‘Pivô Podcast’, o ex-campeão do UFC reclamou da punição sofrida pelo seu inimigo, afirmou que o resultado da luta segue na memória dos fãs e deixou em dúvida se ‘Bones’ realmente o venceria se não fizesse uso de substâncias ilegais.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Ele me bate e é suspenso pela primeira vez. Na vez seguinte, ele é pego com esteróides. Se toda vez que lutamos, e você é suspenso mas você ganhar a luta, essa memória não desaparece. É a verdade. Tudo o que ele tem é tempo. Jon Jones, mesmo assim, estava ganhando provavelmente $5 milhões. Então Jon Jones luta comigo em 2017 e ganha a luta. Depois descobrem que ele testa positivo para esteroides. Eles dizem: ‘Cara, ele está suspenso por 18 meses’. Agora você tem 18 meses de descanso, mas você ainda tem o seu dinheiro. E você ainda tem apenas 25, 26 anos. Eu tinha 37, 38 anos. Você tem apenas 27 anos e ganha um ano de folga. É horrível. Para mim, é como: ‘Cara, você fez algumas coisas na minha carreira que nunca me deixaram resolver, porque agora eu não sei”, reclamou Cormier.

O ex-campeão dos pesados (até 120,2kg) e dos meio-pesados (até 93kg) insinuou que o seu rival poderia não estar ‘limpo’ contra ele também na primeira luta, e disse que ainda se sente incomodado por não poder resolver essa diferença contra o seu rival novamente.

PUBLICIDADE:

“Eu poderia saber através das lutas que talvez esse cara seja apenas melhor do que eu. Mas eu também sei que se você não está fazendo as coisas que estão te impulsionando, você pode realmente trabalhar no nível que eu estou trabalhando? Não posso deixá-lo ir. Ele é um trapaceiro”, finalizou ‘DC’.

Desafetos declarados, Cormier e Jones se enfrentaram duas vezes no Ultimate. No primeiro confronto, em Janeiro de 2015, Jon derrotou o seu rival por pontos na luta principal do UFC 182. A revanche aconteceu pouco mais de dois anos depois, em julho de 2017, mesmo em um confronto mais equilibrado, ‘Bones’ conseguiu um nocaute no terceiro round e saiu vitorioso mais uma vez. Porém, poucos dias depois o exame do então campeão testou positivo para esteróides e ele teve o seu cinturão retirado pela organização. O resultado do embate foi convertido para ‘No Contest’ (luta sem resultado).

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC