Após rápida passagem pelos pesos pesados, Alexander Gustafsson justifica retorno a sua divisão de origem

Ex-desafiante dos meio-pesados, o sueco disse não estar arrependido da rápida mudança, mas fechou as portas para uma nova saída da sua faixa de peso

A. Gustafsson não luta desde julho de 2020 . Foto: Reprodução/Instagram @alethemauler

Ex-desafiante dos meio-pesados (até 93kg) por três vezes, Alexander Gustafsson migrou para os pesos pesados (até 120,2kg) em sua última luta buscando ‘respirar novos ares’. Entretanto, o sueco foi derrotado e decidiu retornar para a categoria onde passou a maior parte da sua carreira. Em entrevista antes do UFC Londres, que acontece no próximo sábado (23), o ‘The Mauler’ negou arrependimento pela migração mas cravou que está de volta a ‘sua divisão’.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu me senti forte como um peso pesado. A luta acabou como aconteceu, mas eu me senti forte. Eu me senti rápido por ser um peso pesado, e também eu sou um grande peso meio-pesado, então foi bom. Mas a divisão dos meio-pesados sempre esteve lá, é sempre onde eu tenho lutado, competindo. Eu me sinto ótimo para estar de volta. Estou animado para estar de volta”, disse Gustafsson.

O sueco descartou que tenha qualquer tipo de arrependimento pela mudança para os pesados, mas disse ter certeza que está de volta para a ‘sua divisão’.

PUBLICIDADE:

“De jeito nenhum. Uma luta é uma luta, e eu senti a divisão dos pesos pesados, e eu estava me sentindo muito confortável na divisão dos pesos pesados, mas eu sempre estive na divisão dos meio-pesados, então essa é a minha divisão. Então eu estou de volta”, finalizou o ‘ The Mauler’.

Derrotado em três disputas de cinturão nos meio-pesados, Alex tentou subir para a divisão até 120,2kg, porém, foi derrotado pelo brasileiro Fabrício Werdum, ainda no primeiro round, e a sua história na nova faixa de peso terminou de forma precoce. Ausente do octógono há cerca de dois anos, o sueco possui um cartel de 18 triunfos e sete reveses como profissional.

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59