“Eu ainda não estou acabado”, diz Henderson após sofrer primeiro nocaute da carreira

Veterano afirma que estava em boa forma para combate em Goiânia e evita culpar árbitro pela interrupção

Dan Henderson

Nocauteado pela primeira vez no último sábado (09), no UFC Fight Night 32, Dan Henderson negou qualquer possibilidade de aposentadoria após sua terceira derrota consecutiva. No evento realizado em Goiânia (GO), o veterano de 43 anos não resistiu ao ímpeto de Vitor Belfort e sucumbiu após pouco mais de um minuto de luta.

Apesar de o combate ter marcado a derrota mais rápida de toda a sua longa carreira, Hendo afirmou, em entrevista ao canal americano Fox Sports, que estava bem preparado fisicamente, e minimizou qualquer possibilidade de pendurar as luvas.

“Com certeza, eu não estou acabado. Eu fui pego, mas eu estava preparado para essa luta. Isso acontece, eu acho”, disse o norte-americano. “Depois de 16 anos lutando, isso iria acontecer uma hora ou outra.”

Henderson alegou que ainda estava se defendendo após o chute alto do brasileiro, porém evitou culpar o árbitro Dan Miragliotta pela interrupção. “Eu fui pego por um bom upper, mas eu achava que ainda estava ciente do que estava acontecendo. Sei que ele me deu um chute alto, e eu definitivamente estava tonto, mas eu gostaria que a luta continuasse por mais um pouco. No entanto, o árbitro está lá para nos proteger, então eu não posso reclamar muito.”

Apesar da sequencia negativa de resultados, Henderson acredita ter mostrado em suas últimas lutas que ainda tem condições de competir em alto nível.

“Nessa luta eu fui nocauteado, mas nas últimas duas [contra Lyoto Machida e Rashad Evans] eu poderia facilmente ter vencido, porém isso não aconteceu. Então, me faltou um pouco de sorte nas últimas três lutas”, comentou. “Mas me sinto bem com o meu corpo e sinto que estou apto a continuar. Sinceramente, eu não me sentia tão bem assim há um tempo. Foi apenas uma noite ruim”, completou

A luta contra Belfort marcou o fim do atual contrato de Henderson com o UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments