Após soco na porta do vestiário, Jason é suspenso por conduta antidesportiva

Período da punição, aplicada pela CABMMA, é de 30 dias após o afastamento médico do atleta

R.Jason (foto) foi punido por soco na porta do vestiário. Foto: Josh Hedges/UFC

R.Jason (foto) foi punido por soco na porta do vestiário. Foto: Josh Hedges/UFC

O UFC Fight Night 32 é realmente um evento para ser esquecido para Rony Jason. Além da derrota para Jeremy Stephens em apenas 40 segundos e os 15 pontos sofridos depois socar a porta do vestiário em um ataque de fúria, o campeão do TUF Brasil 1 foi suspenso por trinta dias pela Comissão Atlética Brasileira de MMA (CABMMA) por conduta antidesportiva, justamente pelo episódio nos bastidores.

Para piorar a situação de Jason, a suspensão se inicia somente após o prazo de 180 dias, período que o cearense permanece afastado por recomendação médica. Com isso, Rony deve ficar cerca de sete meses sem atuar, com retorno possível somente depois do dia 9 de junho do ano que vem.

Após o incidente nos vestiários, em entrevista coletiva, o presidente do UFC Dana White relativizou o ocorrido.” Isso acontece. Caras novos como ele depois de uma grande derrota como essa fazem coisas estupidas…”, afirmou o dirigente. Mesmo assim, o próprio Jason se desculpou com os fãs, por meio de seu perfil no Twitter. “”Gostaria de pedir desculpas para quem acredita em mim, fico muito triste com a derrota”, escreveu o lutador.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments