Promessa equatoriana, Michael Morales dá novo show no UFC 277 e se mantém invicto na carreira

Com apenas 22 anos, meio-médio soma 14 vitórias como profissional e nocauteou os dois adversários que enfrentou no Ultimate

M. Morales nocauteou A. Fugitt no UFC 277 (Foto: Instagram/UFC)

A divisão dos meio-médios tem uma nova promessa para ficar de olho. Com apenas 22 anos de idade , Michael Morales deu show no UFC 277 e derrotou Adam Fugitt por nocaute técnico no terceiro round, conquistando sua segunda vitória pela via rápida no octógono do Ultimate.

PUBLICIDADE:

Veja Também

A vitória sobre Adam Fugitt foi a 14ª da carreira de Morales, que ainda não sabe o que é perder no MMA profissional. Dos 14 triunfos do equatoriano, 11 foram por nocaute.

Adam Fugitt, por sua vez, estreia com derrota no Ultimate. O norte-americano soma agora oito vitórias e três reveses na carreira.

PUBLICIDADE:

A LUTA

Adam Fugitt tomou a iniciativa e chutou alto. Na sequência, foi a vez de Michael Morales soltar um direto. Fugitt continuou apostando nos chutes altos, mas Morales fez bem os bloqueios. Paciente, o equatoriano trabalou com alguns diretos na longa distância, enquanto o norte-americano buscava a iniciativa do combate e andava para a frente. Michael Morales conectou um direto certeiro, mas Fugitt absorveu bem. Sentindo o bom momento do equatoriano em pé. Fugitt atacou em queda e levou a luta para o chão. O norte-americano tentou passar a guarda, mas Morales defendeu bem, esboçou um triângulo e conseguiu ficar em pé. Os dois trocaram golpes cruzados no centro do octógono. Adam Fugitt conectou bom direto, mas Morales respondeu com boa sequência de golpes. O equatoriano jogou um “superman punch”. Na reta final do assalto, Michael Morales provocou e conectou mais um golpe certeiro no rosto de Fugitt.

O segundo round começou parecido com o primeiro, com Adam Fugitt andando para frente e Michael Morales apostando na precisão. O norte-americano arriscou um golpe giratório, mas ficou no vazio, assim como um chute alto do equatoriano. Em uma tentativa de chute de Fugitt, Morales agarrou a perna do rival e fez a transição para a “cinturada”, mas o norte-americano escapou. Fugitt conectou boma sequência de chute frontal na linha de cintura e cruzado. Michael Morales conectou uma dura joelhada de encontro no corpo do rival. No centro do octógono, o equatoriano conectou bons golpes com os punhos. Morales passou a acertar bons jabs de encontro. Mesmo sem conseguir encontrar o equatoriano , Fugitt continuou andando para a frente. O equatoriano voltou a provocar nos últimos segundos do round.

Adam Fugitt começou o terceiro round tentando colocar a luta para baixo, mas Michael Morales defendeu bem. O norte-americano fez nova investida, novamente defendida pelo equatoriano. Na sequência, Michael Morales conectou uma esqueda de encontro que levou Fugitt à lona. O norte-americano se levantou, mas o equatoriano continuou pressionando, conectou mais vários golpes e forçou a interrupção de Herb Dean.

PUBLICIDADE:

Joselyne Edwards supera Ji Yeon Kim em duelo morno

J. Edwards superou J. Yeon Kim no UFC 277 (Foto: Instagram/UFC)

Na primeira luta feminina da noite, disputada em peso combinado (até 62,6 kg), Joselyne Edwards superou Ji Yeon Kim na decisão dividida dos juízes (28-29, 29-28, 30-27). Em um combate morno, a panamenha foi utilizou bem a envergadura para trabalhar na longa distância e conseguiu controlar o ritmo para sair com a vitória na visão de dois dos três juízes.

PUBLICIDADE:

A vitória sobre Ji Yeon Kim é a segunda consecutiva de Joselyne Edwards no Ultimate. A panamenha vinha de triunfo sobre Ramona Pascual no UFC 275, em junho.

Ji Yeon Kim se vê em situação complicada após amargar a quarta derrota consecutiva na organização. A sul-coreana não vence desde outubro de 2019.

Nicolae Negumereanu ‘atropela’ Ihor Potieria de maneira brutal

N. Negumereanu nocauteou I. Potieria no UFC 277 (Foto: Instagram/UFC)

Na segunda luta da noite, válida pela divisão dos meio-pesados (até 93 kg), Nicolae Negumereanu derrotou Ihor Potieria por nocaute técnico no segundo assalto. O romeno aplicou uma sequência de golpes avassaladora para cima do ucraniano, que chegou a perder o protetor bucal, e forçou a intervenção do árbitro.

A vitória sobre Potieria foi a quarta consecutiva de Negumereanu no octógono do UFC. O romeno não perde desde sua estreia na organização, em março de 2019.

Ihor Potieria, por outro lado, estreia com derrota no Ultimate. O resultado põe fim a uma sequência de vitórias que durava 15 lutas.

Orion Cosce neutraliza e bate Mike Mathetha na abertura do evento

O. Cosce derrotou M. Mathetha no UFC 277 (Foto: Instagram/UFC)

Na primeira luta da noite, disputada em peso combinado (até 78,5 kg), Orion Cosce derrotou Mike Mathetha na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28). Especialista no kickboxing, Mike Mathetha, o “Diamante de Sangue” conseguiu manter a luta em pé no segundo round, o mais movimentado do duelo, mas foi neutralizado pela luta agarrada de Cosce no primeiro e principalmente no último assalto.

Com o resultado, Orion Cosce consegue a primeira vitória em sua trajetória no UFC. Contratado através do Contender Series, o norte-americano vinha de derrota para Philip Rowe em sua estreia na organização.

Mike Mathetha, por sua vez, segue sem vencer no Ultimate. O zimbabuano da City Kickboxing soma duas lutas e duas derrotas na organização.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC