Julianna Peña minimiza danos no rosto, descarta cirurgia e pede trilogia contra Amanda Nunes

Através das redes sociais, a ex-campeã se referiu ao corte na testa como 'um arranhão de gato' e pediu para enfrentar a brasileira mais uma vez

A. Nunes derrotou J. Pena na luta principal do UFC 277 (Foto: Instagram/UFC)

Os cinco rounds disputados por Amanda Nunes e Julianna Peña na luta principal do UFC 277, no último sábado (30), deixaram marcas nos rostos das duas lutadoras, principalmente da norte-americana, que sangrou abundantemente durante o duelo por conta de um corte na testa. De acordo com a ex-campeã peso galo (até 61,2 kg), no entanto, a lesão pareceu pior do que realmente é.

PUBLICIDADE:

Rebatendo o presidente do UFC, Dana White, que na coletiva de imprensa após a luta afirmou que a “Megera Venezuelana” teria “perdido um pedaço da testa” e precisaria visitar um cirurgião plástico, Julianna Peña garantiu, através de publicação nas redes sociais, que tudo não passou de um “arranhão de gato” e descartou cirurgia. A ex-campeã aproveitou para pedir uma trilogia contra Amanda Nunes.

Veja Também

“Mais dura que um bife de dois dólares. Obrigada a todos pelo amor! Apenas um arranhão de gato que precisou de alguns pontos, sem nenhum pedaço faltando, sem necessidade de cirurgia. Amo todos vocês! Estamos empatadas em 1 a 1 agora #campeãdopovo #trilogia #penavsnunes3”, escreveu Peña no último domingo (31).

PUBLICIDADE:

Julianna Peña chocou o mundo em dezembro do ano passado ao finalizar Amanda Nunes e conquistar o cinturão peso galo em uma das maiores “zebras” da história do MMA. Na revanche, no entanto, a “Megera Venezuelana” não foi páreo para a “Leoa” e acabou dominada por cinco rounds e derrotada na decisão unânime dos juízes.

Podcast #73: MAIOR DE TODAS? Amanda Nunes volta a reinar no UFC