Sergei Pavlovich discorda das acusações de interrupção precipitada, após nocaute sobre Derrick Lewis no UFC 277

O peso pesado russo rebateu as críticas de que o árbitro Dan Miragliotta teria sido precipitado em sua decisão e afirmou que ele tomou a decisão correta

S. Pavlovich aplica nocaute em D. Lewis no UFC 277. Foto: Reprodução/Instagram

Após nocautear Derrick Lewis em apenas 55 segundos no UFC 277, o russo Sergei Pavlovich ouviu fãs e imprensa especializada criticarem a interrupção do árbitro, acusando-a de ter sido precipitada. Entretanto, em declaração à imprensa após o evento do último sábado (30), o peso pesado (até 120,2kg) acredita que Dan Miragliotta agiu corretamente na decisão e disse que viu nos olhos do norte-americano, que ele não teria condições de seguir no confronto.

PUBLICIDADE:

LEIA MAIS: Confira como ficou o ranking dos palpites SUPER LUTAS, com o fim do UFC 277

Veja Também

“O árbitro é um profissional, e acho que ele fez seu trabalho, e ele fez seu trabalho bem. Eu não tenho nenhuma dúvida sobre a paralisação. Eu acho que foi uma boa paralisação. Sim, eu vi em seus olhos que ele estava perdendo, que ele estava indo embora um pouco, então eu sabia que eu tinha que continuar e terminá-lo ali mesmo”, disse Pavlovich.

PUBLICIDADE:

De olho em uma vaga no top-10 da divisão, o lutador russo preferiu não projetar o seu futuro agora e, após duas lutas em cinco meses, declarou que quer descansar um pouco e tirar umas férias.

“Depois da luta em Londres (em março), eu praticamente não tive descanso. Depois da luta em Londres, tive quatro meses para me preparar para esta luta, e foi isso que fiz. Eu não tinha descanso, então eu preciso descansar um pouco e então eu e minha equipe vamos decidir o que vamos fazer a seguir”, contou Sergei.

Décimo primeiro no ranking dos pesados, Pavlovich vem embalado por quatro vitórias consecutivas na organização. Sua última derrota aconteceu em novembro de 2018, quando foi nocauteado pelo veterano Alistair Overeem. O atleta russo possui um cartel de 16 triunfos e apenas um revés como profissional de MMA.

PUBLICIDADE:

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59