‘TUF mostrou um pouco da pessoa que Rousey é’, diz Caraway

Lutador do UFC, auxiliar de Tate no TUF 18 e namorado da lutadora, acredita que Rousey perdeu fãs durante o reality show

R. Rousey foi critiaca por B. Caraway. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Rousey foi critiaca por B. Caraway, namorado de Tate. Foto: Josh Hedges/UFC

Bryan Caraway, técnico auxiliar de Miesha Tate no The Ultimate Fighter 18 e namorado da lutadora norte-americana, acredita que a última temporada do reality show fez com que a torcida enfim conhecesse a pessoa que Ronda Rousey realmente é.

A atual campeã do UFC é uma das treinadoras do programa ao lado de Tate, sua rival de longa data. Durante os episódios, Rousey protagonizou momentos polêmicos, em que chegou a ofender e hostilizar Tate e sua equipe.

Em entrevista ao programa norte-americano The MMA Hour, Caraway afirma que o programa afetou a imagem de Rousey perante o público. Perguntado se acreditava que ela havia perdido fãs, Caraway respondeu: “Eu realmente acho que sim. A máquina publicitária do UFC é incrivelmente forte. Ronda era aquela norte-americana loira, medalhista olímpica, e estava batendo todo mundo no primeiro round. Aí eles disseram ‘isso é ouro, temos de moldá-la naquilo que a gente quer que ela seja’. Ela tem as credenciais e a aparência física para se dar bem no mercado, mas acho que o TUF mostrou um pouco da pessoa que ela é”, analisou.

Para ele, o programa fez com que aos poucos a torcida mudasse de lado, favorecendo Tate. “Eu diria que a situação mudou e Miesha ganhou muito mais fãs. Eu não acho que Miesha é a favorita da torcida – Ronda ainda tem 350 mil seguidores em qualquer coisa que seja, e há muitas pessoas que não acompanham o esporte de perto o suficiente. Eles apenas veem que ela é uma ex-atleta olímpica, que é bonita e campeã mundial. Mas acho que os fãs que acompanham o MMA, o TUF fez com que Miesha ganhasse mais fãs”, encerrou.

Tate e Rousey já se enfrentaram no Strikeforce, em 2012, com vitória da atual campeã do UFC por finalização. Elas farão a revanche no UFC 168 em 28 de dezembro, que terá como luta principal o segundo confronto entre Chris Weidman e Anderson Silva.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments