Toquinho celebra chance no WSOF: ‘Tudo está de volta ao normal’

Lutador brasileiro espera que as recentes polêmicas em que se envolveu não se repitam em seu novo evento

Rousimar-Toquinho

Rousimar “Toquinho” Palhares está determinado a aproveitar a oportunidade de dar continuidade à sua carreira no exterior e deixar para trás os problemas recentes pelos quais passou no UFC.

O brasileiro foi demitido da principal organização do mundo após não soltar uma finalização em sua última luta, contra Mike Pierce, em outubro. Ele já havia feito algo parecido em lutas anteriores, com quando aplicou uma chave de calcanhar contra Tomasz Drwal e demorou alguns instantes para largar a posição mesmo com a intervenção do árbitro.

Contratado pelo evento World Series of Fighting, do lendário kickboxer Ray Sefo, Toquinho afirmou que está focado em corrigir os seus defeitos. “Estamos trabalhando duro para que isso nunca aconteça novamente. Eu não estava focado e não percebi o que eu estava fazendo. Agora eu posso ver e espero poder trabalhar em cima disso. Estamos trabalhando da maneira correta, corrigindo os problemas. Está perfeito agora”, disse o lutador, em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting.

“Eu nunca quis causar qualquer dano a ninguém, e sempre acreditei que poderia achar um novo lugar para lutar. Estou realmente feliz que tudo está de volta ao normal em minha vida”, celebrou Toquinho, de 33 anos de idade.

Ainda sem data e adversário definidos para sua estreia no novo evento, Toquinho rebateu as declarações de Jon Fitch, outro lutador meio-médio do WSOF que criticou o brasileiro após sua última luta. “A única coisa que me perturbou foi o fato de que Fitch disse que não gostava de mim. Mas eu nunca fiz nada para ele. Ele disse essas coisas sem me conhecer. Espero que eu possa mostrar a ele quem eu realmente sou para que ele possa mudar sua opinião sobre mim. Não tenho nada contra ele”, amenizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments