Para Dana White, Shogun deve se aposentar ou descer de divisão caso perca

Brasileiro faz luta decisiva contra James Te Huna nesta sexta-feira (06)

Shogun lamenta derrota para Sonnen em seu último combate. Foto: Josh Hedges/UFC

Shogun lamenta derrota para Sonnen em seu último combate. Foto: Josh Hedges/UFC

Nesta quinta-feira (05), duelo contra James Te Huna no UFC Fight Night 33 se tornou ainda mais decisivo para o futuro de Maurício Shogun. Isso porque o presidente do Ultimate Dana White admitiu que pode conversar com o brasileiro sobre sua aposentadoria caso ele sofra nova derrota nesta sexta-feira (06).

“É uma grande luta para ambos os lutadores. Obviamente para o Shogun, por estar nessa posição e enfrentar um cara como o Te Huna. Essa é a luta da vida do Te Huna. Se ele vencer, vai entrar de vez no top 10, todo mundo vai saber seu nome dele e vai querer saber qual seu próximo passo. E, sim, se o Shogun perder, eu provavelmente terei aquela conversa (sobre aposentadoria) com ele”, afirmou o dirigente, em entrevista ao canal norte-americano “FOX Sports”.

Mas White não vê o fim da carreira como a única possibilidade para Shogun, que perdeu suas duas últimas lutas e tem quatro derrotas em seus seis últimos combates no UFC. Na mesma declaração, Dana também comentou sobre uma possível mudança do brasileiro para os pesos médios. “Não conversei com ele, mas não é má ideia. Se ele perder essa luta, eu me interessaria em dar uma sequência com ele nos médios”, ressaltou.

Nesta sexta-feira (06), sábado (07) pelo horário local, Maurício Shogun põe seu destino no Ultimate em jogo contra James Te Huna, na luta co-principal do UFC Fight Night 33, em Brisbane (Austrália). No combate principal da noite, o peso pesado Antônio “Pezão” Silva encara o neozelandês Mark Hunt.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments