Ronda Rousey defende sua participação no TUF: ‘Fiz o máximo que eu podia’

Campeã do UFC também criticou postura da rival Miesha Tate: ‘Passava o tempo preocupada se o cabelo estava bonito’

R. Rousey. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Rousey. Foto: Josh Hedges/UFC

Ronda Rousey defendeu a sua postura adotada na 18ª temporada do reality show The Ultimate Fighter, na qual foi uma das treinadoras. A campeã do peso galo feminino do UFC reconheceu as críticas feitas por seus métodos durante o programa, mas afirmou que sua prioridade durante as gravações foi o bem estar de seus atletas.

“Independentemente se as pessoas acham que eu sou louca ou uma psicopata, eu prometo que, se você perguntar para qualquer um do meu time como eu fui como técnica, todos eles dirão que eu fiz o máximo que podia naquelas circunstâncias”, disse a lutadora, em entrevista à revista inglesa Fighters Only.

Além disso, Rousey aproveitou para criticar a outra treinadora do programa, Miesha Tate, sua rival de longa data. “Eu somente pensava em meus atletas, estava obcecada neles. Enquanto Miesha passava o tempo preocupada se o cabelo dela estava bonito em cada filmagem, eu ficava maluca me assegurando se todos estavam bem”, atacou.

Apesar das declarações de “Rowdy”, os dois campeões da 18ª temporada do TUF, Julianna Peña e Chris Holdsworth, foram da equipe de Miesha Tate. As duas treinadoras se enfrentarão no co-evento principal do UFC 168, no dia 28 de dezembro. Será a revanche entre as lutadores, sendo que no primeiro encontro, Rousey levou a melhor, finalizando no primeiro round.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments