‘Cometi um erro e paguei o preço’, diz Te Huna sobre nocaute de Shogun

Presidente Dana White e outros lutadores também se renderam ao nocaute do brasileiro

Árbitro ampara Te Huna e Shogun comemora vitória. Foto: Josh Hedges/UFC

Árbitro ampara Te Huna e Shogun comemora vitória. Foto: Josh Hedges/UFC

Para as casas de apostas nos Estados Unidos, James Te Huna era o mais cotado para vencer o duelo contra Maurício Shogun no UFC Fight Night 33, na última sexta-feira (06). O favoritismo do neozelandês, no entanto, durou até que o árbitro central autorizasse o início do combate. Dali pra frente, Te Huna não apresentou perigo a Shogun e acabou nocauteado com um contragolpe espetacular ainda no primeiro assalto. Em seu perfil no Facebook, o próprio lutador comentou a derrota.

“Apenas tive um pequeno cochilo (risos). Bom… Cometi um erro e paguei o preço. Gostaria de agradecer a todos que me apoiaram, meus técnicos e companheiros de treinos, que despenderam seu tempo para me ajudar. Não era para acabar o ano desta forma, mas tais coisas acontecem. Parabéns ao Shogun, ‘Big’ Soa (Palelei) e aos dois guerreiros da luta principal Mark (Hunt) e Pezão. Esta foi a luta de pesos pesados do ano”, escreveu Te Huna.

Não foi só James Te Huna que se rendeu ao nocaute de Shogun. Logo após o golpe, pelo Twitter, o presidente do UFC Dana White o classificou como “nocaute do século”. Já o “gordinho” Roy Nelson elogiou o brasileiro. “Dinamite! Nunca descarte as lendas deste esporte. Parabéns Shogun”, escreveu. O norte-americano Brad Tavares, por sua vez, questionou o favoritismo de Te Huna apontado antes do duelo. “E é exatamente por isso que eu não pude acreditar que Shogun era o ‘azarão’…”, publicou. Por fim, o amigo Wanderlei Silva destacou o reencontro entre o ex-campeão e as vitórias. “Parabéns Shogun, que nocaute lindo. O campeão voltou!”, sentenciou Wand.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments