Chad Mendes revela que sinusite o atrapalhou na luta contra Nike Lentz

Norte-americano reconheceu qualidade do adversário, mas justificou baixa performance no combate

C. Mendes (esq.) comemora sua vitória sobre N. Lentz (dir.). Foto: Josh Hedges/UFC

C. Mendes (esq.) comemora sua vitória sobre N. Lentz (dir.). Foto: Josh Hedges/UFC

Mesmo com a vitória sobre Nik Lentz no UFC on FOX 9, a atuação de Chad Mendes chamou a atenção por ficar abaixo das últimas apresentações do norte-americano. A justificativa, no entanto, veio logo após o fim do combate. Ainda no octógono, Mendes revelou a Joe Silva, matchmaker do Ultimate, que vinha sofrendo com problemas respiratórios e que, por isso, havia insistido tanto nas quedas para descansar ao longo dos últimos rounds. Após o evento, “Money”, como é conhecido, explicou melhor sua situação e afirmou que lutou com sinusite.

“Tive sinusite semanas atrás. Não quis tomar antibióticos. Isso mexe com a performance, definitivamente. Depois do primeiro round senti meu peito pesado. Mas não é desculpa, o Nik Lentz é um cara muito duro. Eu queria ter conseguido terminar a luta, mas não deu. Tenho que estar orgulhoso de mim por ter vencido”, afirmou Mendes.

O atleta da Team Alpha Male também lamentou o resultado dos seus companheiros de academia derrotados e comemorou a vitória de Urijah Faber. “Estou um pouco chateado, acho que poderia ter feito mais. Mas eu venci. Foi uma pena para o Joe (Joseph Benavidez, nocauteado por Demetrious Johnson) e para o Danny (Castillo, derrotado pelo brasileiro Edson Barboza), mas estou feliz pelo Urijah (Faber). Ele sempre dá show quando luta”, concluiu.

Aos 28 anos, Chad Mendes possui um cartel de 16 vitórias e apenas uma derrota, para o brasileiro José Aldo no UFC Rio 2. Desde seu único revés na carreira, Mendes venceu as cinco lutas que realizou e segue como número um no ranking da categoria peso pena. Segundo o presidente do UFC Dana White, o norte-americano está muito próximo de ter uma nova chance pelo cinturão da categoria.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments