Após ser pego no antidoping, Pezão culpa médico: ‘Fiz apenas o que foi recomendado’

Brasileiro divulgou também um e-mail, recebido dias antes do combate, para provar que não agiu de má fé

A. Silva (foto) apresentou níveis elevados de testosterona na luta contra M.Hunt. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Silva (foto) apresentou níveis elevados de testosterona na luta contra M.Hunt. Foto: Josh Hedges/UFC

Pouco depois da divulgação da notícia de que havia sido pego no exame antidoping do UFC Fight Night 33 por apresentar níveis elevados de testosterona, o brasileiro Antônio Pezão usou seu perfil no Facebook para se defender. Em publicação na rede social, Pezão confirmou a versão apresentada pelo Ultimate, de que o caso é proveniente da má administração do Tratamento de Reposição de Testosterona (TRT), e alegou que o erro no processo foi do médico que o acompanhava, o Dr. Márcio Tannure.

“Meses antes da minha luta, procurei o médico do UFC no Brasil, Dr. Marcio Tannure, para que eu pudesse dar início à reposição hormonal TRT, devidamente autorizada e reconhecida por um profissional. Dei inicio ao tratamento e duas semanas antes de minha luta, fiz todos os exames exigidos pelo UFC e, mesmo assim, meu nível de testosterona continuava baixo. Então, fui recomendado pelo médico a aumentar a dosagem de aplicação. Assim eu fiz e, infelizmente, meu nível de testosterona subiu muito. Fui suspenso pelo nível muito levado (de testosterona). Fiz apenas o que foi recomendado. O erro não foi meu, pois tudo foi passado por uma pessoa formada e que entende do assunto. Tenho consciência que não tentei fazer nada de errado para minha luta. Estou tranquilo, porque sei que o erro não foi meu”, escreveu Pezão.

Também em sua página na rede social, Pezão publicou uma imagem de um e-mail, que teria sido enviado pelo médico antes da luta, afirmando que aos níveis de testosterona do atleta estavam abaixo do limite permitido e recomendando que ele desse prosseguimento ao tratamento. “Pezão, seus níveis ainda estão baixos, então pode começar a tomar uma ampola por semana. Vamos ver como vai estar na próxima semana. Qualquer dúvida me avise”, diz a mensagem reproduzida no mural de Antônio Silva. Pelo resultado do exame antidoping, Antônio Silva foi suspenso por nove meses e perdeu o bônus de luta da noite conquistado, no valor de US$ 50 mil (R$ 116 mil). Além disso, o resultado do combate contra Mark Hunt, originalmente um empate, foi revertido para um no contest, luta sem resultado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments