Técnico de Glover e Liddell critica postura de Jon Jones: ‘Não seja um babaca’

John Hacklemann afirma que campeão dos meio-pesados precisa mostrar respeito ao ex-lutador

Hackleman (foto) é treinador de Teixeira. Foto: Divulgação/UFC

Hackleman (foto) é treinador de Teixeira. Foto: Divulgação/UFC

Jon Jones se envolveu em algumas polêmicas no período de sua mais recente defesa de cinturão, realizada no UFC 172, contra Glover Teixeira. O campeão dos meio-pesados trocou farpas inclusive com Chuck Liddell, ex-campeão da categoria e atual membro do Hall da Fama do UFC.

Liddell, um dos mentores de Teixeira, apostou em vitória do brasileiro no combate, o que acabou não acontecendo. Na época, Jones respondeu à declaração desafiando o veterano para uma superluta. Após o UFC 172, “Bones” postou, em seu Instagram uma foto de Liddell com uma legenda provocativa: “Falando toda aquela besteira antes da luta… Ficou bravo, irmão?”.

Em entrevista ao canal “FightHub TV”, John Hackleman, treinador de Liddell e Teixeira, respondeu às provocações. “Não sei, talvez é o seu empresário ou alguém em seu círculo tentando colocar lenha na fogueira ou algo do tipo, mas essa é uma atitude babaca. Se ele sabe disso, não seja um babaca para fazer essas coisas. Exclua as fotos, mostre um pouco mais de respeito e trate esse assunto como um lutador de artes marciais”, comentou o treinador.

Outra polêmica na qual Jones se envolveu diz respeito às dedadas no olho desferidas pelo campeão em Teixeira, algo que já foi visto em suas lutas anteriores. Hackleman, no entanto, não vê culpa do campeão no ocorrido. “O dedo no olho, acho que a culpa é da luva. Há vezes em que isso é flagrante, mas eu não chamaria Jon Jones de lutador sujo por causa dessa última luta”, afirmou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments