Vitor Belfort já está apto a lutar no Brasil, afirma diretor-médico da CABMMA

Segundo Márcio Tannure, lutador já possui licença para atuar no país, já que não faz mais a TRT

Belfort (foto) já poderá lutar de forma imediata no Brasil. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Belfort (foto) já poderá lutar de forma imediata no Brasil. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Vitor Belfort está autorizado a lutar no Brasil de forma imediata. É o que garante o diretor médico da Comissão Atlética Brasileira de MMA, Márcio Tannure, que afirmou que o lutador poderia agendar um combate no país assim que desejar.

Vindo de três vitórias seguidas obtidas no Brasil, Belfort foi escalado para enfrentar Chris Weidman pelo cinturão dos médios, em maio. Porém, o brasileiro teve de deixar o combate após a proibição da terapia de reposição de testosterona (TRT). Belfort ainda não tem a licença para lutar em Las Vegas (Estados Unidos), mas, no Brasil, seu retorno não seria impedido por questões clínicas.

“Hoje em dia não sou mais médico do Vitor. Depois que assumi na Comissão Atlética, tive que abrir mão disso para não ter nenhum conflito de interesses. Sinceramente, não sei hoje como está o Vitor fisicamente e não sei como está o seu processo na Comissão Atlética de Nevada para obter a licença. Mas, aqui, ele não teria problema. Ele já tem a licença para lutar aqui no Brasil e poderia lutar no Brasil sem fazer a TRT”, explicou Tannure, em entrevista ao site “Portal do Vale Tudo”.

“Se ele viesse para lutar no Brasil, uma vez que ele não faz mais a TRT, ele seria testado como um atleta normal, faria o antidoping normalmente, mesmo sabendo que qualquer coisa que aparecesse nesse exame seria considerado como doping”, continuou o médico.

Belfort foi substituído por Lyoto Machida na luta pelo cinturão, embora o combate tenha sido adiado para julho devido a uma lesão no campeão. Até o momento, Belfort não tem data prevista para retornar ao UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments