‘Jon Jones deveria aceitar o papel de Floyd Mayweather Jr’, diz Cormier

De acordo com ‘DC’, campeão dos meio-pesados tenderia a ganhar caso agisse como um ‘bad boy’

D. Cormier (foto) soma 14 vitórias e nenhuma derrota em sua carreira. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Cormier (foto) soma 14 vitórias e nenhuma derrota em sua carreira. Foto: Josh Hedges/UFC

Recentemente, Jon Jones vêm recebendo algumas críticas por parte dos fãs de MMA com relação à sua postura dentro e fora do octógono. Por isso, um de seus potenciais desafiantes na categoria dos meio-pesados, Daniel Cormier, afirmou que o campeão deveria aceitar o seu papel de “bad boy” e agir com mais autenticidade.

Cormier usa como exemplo o boxeador Floyd Mayweather Jr, que, mesmo apresentando uma postura controversa fora dos ringues, é um dos atletas mais populares dos Estados Unidos, inclusive sendo considerado o esportista mais bem pago do mundo.

“Se eu fosse Jones, com as pessoas parecendo querer não gostar dele, eu seria 100% Floyd Mayweather Jr. Ele vence a todo momento e as pessoas não gostam dele, mas as pessoas sempre ligam a televisão para assisti-lo”, analisou “DC”, em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”.

“As pessoas querem acreditar que Jones não é 100% real conosco, que aquilo que elas veem tem um pouco de atuação. Então, dê isso a eles. Se eles acreditam que você é um completo babaca, então seja um babaca. As pessoas irão te assistir com a esperança de que você perca, porque, no fim das contas, você ainda estará ganhando. Floyd Mayweather recebe US$ 40 milhões por luta, e, no fim das contas, isso é uma vitória”, continuou o norte-americano.

Cormier tem o desejo de desafiar Jones pela conquista do cinturão dos meio-pesados do UFC. Para isso, ele precisará vencer Dan Henderson no co-evento principal do UFC 173, que será realizado no dia 24 de maio, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments